quinta-feira, 17 outubro 2019
Início / Conteúdo / Zema anuncia R$ 196 milhões para saúde; cidades atingidas por lama receberão R$ 4 milhões – Primeiro Plano

Zema anuncia R$ 196 milhões para saúde; cidades atingidas por lama receberão R$ 4 milhões – Primeiro Plano

[ad_1]

O governador Romeu Zema (Novo) anunciou a liberação de R$ 196 milhões para a saúde de Minas Gerais. A verba foi antecipada pelo governo federal e, conforme o ministro Henrique Mandetta, deve ser disponibilizada em quatro parcelas. Do montante, R$ 4 milhões serão destinados para os municípios atingidos pelo rompimento da barragem Córrego Mina do Feijão, em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. A portaria que garante a verba extra foi publicada na edição desta terça-feira (19) no Diário Oficial da União.

 

 

Nesta segunda-feira (18), eu e o ministro da Saúde, Henrique Mandetta, assinamos o termo que vai garantir recurso extra de R$196 milhões do Governo Federal para ser aplicado na Saúde do Estado. O valor será destinado à atenção hospitalar, vigilância, atendimento para saúde mental, prevenção, controle de epidemias e demais ações que possam garantir o bem-estar e o cuidado com a população. As medidas vão beneficiar diretamente cerca de um milhão de pessoas. Desse montante, R$4 milhões serão repassados aos 18 municípios afetados pelo rompimento da barragem em Brumadinho, de forma a garantir suporte à população local, com atendimento na área de saúde mental, com assistência psicológica àqueles que vivenciaram o desastre ou tiveram amigos e familiares mortos e desaparecidos. Também haverá investimento em reabilitação e reinserção social. Sabemos que Brumadinho precisa de mais ajuda e trabalhamos exatamente para estender a mão ao município. Não é fácil lidar com a questão das barragens, principalmente sendo a mineração uma atividade tão relevante para a economia do Estado, mas seguimos buscando uma solução que equacione a garantia da segurança das pessoas e a viabilidade da atividade econômica que levamos até no nome do nosso Estado. #MinasGerais #GovernodeMinas #RomeuZema #NOVOgovernoMG

Uma publicação compartilhada por Romeu Zema (@romeuzemaoficial) em



Pelas redes sociais, Zema afirmou que o recurso beneficiará aproximadamente um milhão de pessoas e será destinado à atenção hospitalar, vigilância, atendimento para saúde mental, prevenção, controle de epidemias e ações que possam garantir o bem-estar e o cuidado com a população. Ao lado do governador, o ministro Mandetta informou que a verba trará “um pouco de alento para a saúde de Minas Gerais”. 

Mar de lama

Dezoitos municípios que foram afetados pela lama de rejeitos que vazou da barragem vão receber uma quantia para dar suporte à população, como assistência psicológica e atendimento na área de saúde mental. “Sabemos que Brumadinho precisa de mais ajuda e trabalhamos exatamente para estender a mão ao município”, declarou o governador.

Em publicação nas redes sociais, o chefe do executivo estadual disse que “não é fácil lidar com a questão das barragens, principalmente sendo a mineração uma atividade tão relevante para a economia do Estado”. E prosseguiu: “mas seguimos buscando uma solução que equacione a garantia da segurança das pessoas e a viabilidade da atividade econômica que levamos até no nome do nosso Estado”.

Leia mais:

Deputados retomam debate de projeto que endurece a legislação ambiental em Minas

Fux nega pedido do INSS para suspender ações sobre auxílio permanente

Moradores só poderão voltar para Macacos após novo laudo de segurança



[ad_2]
Click aqui e acesse o artigo original
https://www.hojeemdia.com.br/primeiro-plano/zema-anuncia-r-196-milh%C3%B5es-para-sa%C3%BAde-cidades-atingidas-por-lama-receber%C3%A3o-r-4-milh%C3%B5es-1.694949

Veja também...

Brasil continuará incomodando países concorrentes no agronegócio, diz ministra – Economia

[ad_1] A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, disse nesta segunda-feira, 11, em Não-me-Toque (RS), onde …

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.