terça-feira, 12 novembro 2019
Início / Capa / Visitas na penitenciária Nelson Hungria estão suspensas após atentado

Visitas na penitenciária Nelson Hungria estão suspensas após atentado

Nelson Hungria é uma das mais importantes unidades prisionais de Minas Gerais

As visitas no Complexo Penitenciário Nelson Hungria, a maior unidade prisional de Minas Gerais, estão suspensas até a próxima segunda-feira (6), informou a Secretaria de Estado de Administração Prisional (Seap). A decisão ocorre após o atentado contra dois agentes penitenciários, que foram baleados na manhã desta terça-feira (31).

Ao determinar a suspensão por 7 dias, o secretário da Seap informou que não irá tolerar ataques contra funcionários da pasta. “Não admitiremos atentados contra os nossos servidores em Minas Gerais. Não admitiremos afronta ao sistema prisional”, declarou Francisco Kupidlowski.

Em áudio direcionado aos agentes de todo o Estado, o secretário também solicitou que “todos os servidores redobrem as atenções nos deslocamentos e no interior das unidades prisionais”. Por questão de segurança, a Seap não informa a capacidade nem quantos detentos cumprem pena no complexo.

Ataque

Na manhã desta terça-feira, dois agentes foram baleados nos arredores da Nelson Hungria, em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Um adolescente de 13 anos que passava pelo local, e estava a caminho da escola, também foi atingido.

O caso ocorreu por volta das 6h40 na rua VP Um, no bairro Nova Contagem. Os três feridos foram socorridos e levados de ambulância do sistema prisional até a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) Contagem.

Conforme a Polícia Militar (PM), o crime foi cometido por criminosos que estavam em uma Saveiro vermelha. Os bandidos passaram disparando em direção aos agentes penitenciários. Um deles teria revidado e atirado em direção ao veículo.

Um agente foi atingido no abdômen e o outro no rosto. A criança foi baleada no pé. O estado de saúde de uma das vítimas inspira mais cuidados, mas, a princípio, os feridos não correm risco de morte e têm quadro clínico estável.

Após o atentado, os bandidos fugiram em direção a Ribeirão das Neves. A PM montou uma força-tarefa para caçar os suspeitos do crime. Porém, até o momento ninguém foi preso. A Secretaria de Estado de Administração Prisional (SEAP) informou que trabalha para esclarecer os motivos e as circustâncias do crime.

Com informações do Hoje em Dia.

Veja também...

Clima de deserto; calor em Minas Gerais bate recorde

O tempo seco bate recorde em Belo Horizonte, o clima de deserto domina regiões do estado e o fantasma …

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.