segunda-feira, 14 outubro 2019
Início / Conteúdo / Vereador mineiro é preso em operação do MPMG suspeito de envolvimento com crime organizado – Cidades

Vereador mineiro é preso em operação do MPMG suspeito de envolvimento com crime organizado – Cidades

[ad_1]

O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) deflagrou, nessa segunda-feira (24), uma operação que resultou na prisão de um vereador da cidade de São Gonçalo do Abaeté, região Noroeste de Minas, e de outras 14 pessoas em diversas regiões do Estado.

A Operação Canaã também apreendeu seis armas de fogo, 89 munições, 42 celulares, oito notebooks, quatro veículos, joias diversas, quatro televisões, 32 comprimidos de ecstasy, 3 kg de pasta base de cocaína, 2,5 kg de maconha, 1,5 kg de crack, cerca de R$ 60 mil em cheques e R$ 44 mil em espécie.

Vinícius Braga Ribeiro, advogado do parlamentar, afirmou que ainda não tem o processo em mãos para analisar os caminhos da defesa, mas já entrou com um pedido de revogação da prisão preventiva e acredita na inocência do cliente. “Além de ser vereador, ele trabalha com táxi e transporta pessoas entre Patos de Minas e São Gonçalo do Abaeté, e, provavelmente, levou alguém que fazia o transporte de algum ilícito. Quando ficamos sabendo dessa história, já havia um mandado de prisão em aberto. Ele está preso, mas ainda não tive acesso aos autos do processo”, contou.

O presidente da Câmara Municipal de São Gonçalo do Abaeté, Davi Moreira Silva, contou ao Hoje em Dia que a prisão pegou todos de surpresa. “Nós nunca ouvimos falar que ele tinha envolvimento com esse tipo de coisa, agora vamos esperar a investigação do Ministério Público para tomar as providências necessárias”.

Com o vereador, foram apreendidos R$ 20 mil em espécie e R$ 60 mil em cheques. Segundo o advogado dele, o dinheiro e proveniente de um comércio que o vereador também administra. “Temos notas de entrada e saída de toda essa quantia e também temos provas que já estão sendo enviadas ao MP de que esse dinheiro é totalmente legal”.

Outras cidades

A ação foi comandada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e tinha como objetivo o cumprimento de 34 mandados de busca e apreensão e 33 de prisão nas cidades de Patos de Minas, Patrocínio e Coromandel (Alto Paranaíba), São Gonçalo do Abaeté (Noroeste), Uberlândia (Triângulo Mineiro) e Buritizeiro (Norte).

De acordo com o MPMG, a deflagração da operação se deu somente após nove meses de planejamento e intervenções. Antes da efetiva deflagração, na segunda-feira, outras prisões e apreensões já haviam sido feitas, além do recolhimento de diversas evidências.

 “A operação é outra investida do Gaeco Patos de Minas no combate às influências externas do tráfico de drogas ilícitas, que comprometem a paz social, facilitam o ingresso de criminosos na região, contaminam o mercado com o comércio ilegal de armas de fogo, estimulam furtos e receptações e proporcionam a instalação de organizações criminosas nessas cidades”, comentaram os promotores de Justiça Paulo César de Freitas, Cleber Couto e José Geraldo de Oliveira Silva Rocha, responsáveis pela operação. Os agentes ainda pontuaram a expectativa de as ações diminuírem os índices criminais nas regiões.

[ad_2]
Click aqui e acesse o artigo original
https://www.hojeemdia.com.br/horizontes/cidades/vereador-mineiro-%C3%A9-preso-em-opera%C3%A7%C3%A3o-do-mpmg-suspeito-de-envolvimento-com-crime-organizado-1.658660

Veja também...

Brasil continuará incomodando países concorrentes no agronegócio, diz ministra – Economia

[ad_1] A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, disse nesta segunda-feira, 11, em Não-me-Toque (RS), onde …

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.