terça-feira, 12 novembro 2019
Início / Conteúdo / Temas atuais dominam séries em 2018; questão das minorias marcou presença – Almanaque

Temas atuais dominam séries em 2018; questão das minorias marcou presença – Almanaque

[ad_1]

A explosão de máscaras de Salvador Dalí e macacões vermelhos, traje dos protagonistas de “La Casa de Papel”, no Carnaval 2018, é só uma das provas de que as séries são fenômeno inegável no Brasil. Elas invadem não só as ruas, mas as rodas de conversa e redes sociais.

Não falta é conteúdo para tanta discussão. De acordo com levantamento da Business Bureau, empresa espanhola de consultoria de mercados, quase 13 mil títulos estão disponíveis nos 78 serviços de streaming no Brasil. 

Mas, apesar da gigantesca variedade, alguns gêneros ou produções acabaram ganhando mais destaque, dominando 2018.

Para Renan Lelis, editor-chefe do Poltrona Nerd, site especializado em séries e cultura pop, as denúncias de assédio sexual, que marcaram Hollywood nos últimos anos, refletiram nas produções. 

“Depois de todo o escândalo, muitas séries passaram a dar voz às vítimas. ‘The Handmaid’s Tale’ é a que melhor faz isso. Cada episódio é uma reflexão do que acontece com as mulheres no dia-a-dia. Infelizmente, o machismo e a misoginia estão impregnados em nossa sociedade e a série discute isso com maestria”, pontua. 

Gêneros

Temáticas que fizeram parte das discussões mundiais também refletiram nas produções deste ano. “A série ‘Atlanta’ está trabalhando de maneira eficiente o tema do racismo. Já a questão da imigração foi tratada em ‘Supergirl’. Apesar de os imigrantes serem alienígenas vivendo na Terra, é visível a crítica à postura rígida do presidente Trump”, observa.

Em termos de gênero, o terror ganhou espaço em 2018. Na Netflix, foram grandes lançamentos como “A Maldição da Residência Hill”, uma das séries “maratonadas” mais rápido pelos brasileiros, e a documental “Eu Vi”, que traz relatos de exorcismos. “O terror é um gênero que está sempre na moda. Todo mundo leva susto e o medo é uma coisa que nos une”, afirma Alexis Parrot, produtor de TV, jornalista e colunista especializado em séries. 

Editoria de Arte

Séries 2018

Projeções 

E se este ano foi marcado pelas discussões sobre as minorias, 2019 pode ser bem diferente. Para Parrot, as próximas produções devem abordar tramas mais conservadoras, que colocam a família como peça central. “Isso reflete a própria onda de conservadorismo no Brasil e também no mundo”, opina.

O especialista acredita, ainda, que o encerramento de “Game of Thrones”, no ano que entra, deve trazer transformações na indústria. “Vai ser o fim de uma nova era, a segunda era de ouro do clássico americano. Assim com aconteceu com o término de ‘The Sopranos’, muita coisa deve se redesenhar”, relata.

Já para Renan Lelis, as produções voltadas para o público nerd também devem vir com força no próximo ano. “A DC Comics está desenvolvendo muitas séries, a Marvel também. ‘The Witcher’, personagem dos livros e games, está chegando na Netflix. Uma nova temporada de ‘American Gods’. ‘La Casa de Papel’, que se tornou um fenômeno pop, estará de volta, e a queridinha ‘Stranger Things’”, enumera.  

Editoria de Arte

Séries 2018

Leia mais: 

Will, de ‘Stranger Things’, manda recado e presente de Natal para Xuxa

Taylor Schilling fala sobre Piper em ‘Orange is The New Black’ e fim da série

Mostra de Tiradentes anuncia seleção de curtas

 

[ad_2]
Click aqui e acesse o artigo original
https://www.hojeemdia.com.br/almanaque/temas-atuais-dominam-s%C3%A9ries-em-2018-quest%C3%A3o-das-minorias-marcou-presen%C3%A7a-1.681217

Veja também...

Brasil continuará incomodando países concorrentes no agronegócio, diz ministra – Economia

[ad_1] A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, disse nesta segunda-feira, 11, em Não-me-Toque (RS), onde …

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.