quinta-feira, 27 junho 2019
Início / Capa / Suspeito de estelionato, Eduardo Costa presta depoimento em BH

Suspeito de estelionato, Eduardo Costa presta depoimento em BH

Suspeito de estelionato, Eduardo Costa presta depoimento em BH

Suspeito de estelionato, o sertanejo Eduardo Costa prestou depoimento no Departamento Estadual de Investigações de Fraudes, em Belo Horizonte, nesta quarta-feira, 18.

Informações da polícia apontam que o cantor é alvo de uma investigação sobre suspeição de estelionato em um inquérito sobre a venda de uma casa no balneário de Escarpas do Lago, em Capitólio, no sul de Minas Gerais, avaliada entre R$ 6,5 milhões e R$ 7 milhões. O famoso nega as acusações.

Na ação que investiga o cantor, as autoridades sugerem que ele teria negociado um imóvel com um casal em troca de uma casa na Região da Pampulha, em Belo Horizonte, avaliada em R$ 9 milhões.

A diferença no valor entre a casa localizada na capital mineira e a propriedade no balneário, seria paga com uma lancha, um carro de luxo e uma moto aquática.

Segundo o delegado responsável pelo caso, Vinícius Dias, o casal, ao tentar registrar o imóvel de Escarpas percebeu que ele era alvo de uma ação civil pública, em que o Ministério Público Federal pedia a demolição parcial da propriedade porque a mesma ocuparia uma área de preservação permanente.

Eduardo Costa, por sua vez, nega que tenha agido de má-fé e afirma que o casal sabia da situação do imóvel quando aceitou fazer a troca, assim como ele também tinha conhecimento de que a área era preservada, quando ele adquiriu o terreno.

“Todos nós estamos sujeitos a passar por situações constrangedoras e eu jamais levaria uma pessoa a passar por isso”, declarou o famoso, garantindo que todo o processo foi feito mediante a presença dos advogados de ambas as partes.

Ainda segundo o delegado, o processo está próximo de ser concluído e, até o momento, não há indícios suficientes para indiciar o cantor.

O crime de estelionato qualificado por alienação onerosa de bens em litígio tem pena prevista de um a quatro anos de reclusão.

Com informações do Catraca Livre.

Veja também...

Cuidadora é presa por estuprar paciente com paralisia; vítima denunciou com ajuda dos olhos

Cuidadora é presa por estuprar paciente com paralisia; vítima denunciou com ajuda dos olhos Mulher …

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.