terça-feira, 22 outubro 2019
Início / Conteúdo / Seis cidades concentram 25% da população de Minas Gerais

Seis cidades concentram 25% da população de Minas Gerais

[ad_1]

Na última década a população de Minas Gerais cresceu 6%, o que representa mais de 1 milhão de pessoas. O Estado com maior número de municípios do país (853) tem hoje mais de 21 milhões de habitantes, sendo que mais da metade da população está concentrada em apenas 5% dos municípios, ou seja, 43 cidades mineiras, de acordo com levantamento feito pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) a pedido de O TEMPO, com base nos dados divulgados nesta quarta-feira (29) pelo instituto.

No país, o índice de concentração é um pouco maior: mais da metade (118 milhões) da população brasileira, estimada pelo IBGE em 208,5 milhões de pessoas, vive em 5,7% das cidades.

Entre os seis municípios mais populosos de Minas Gerais estão Belo Horizonte (2.501.576), Uberlândia (683.247), Contagem (659.070), Juiz de Fora (564.310), Betim (432.575) e Montes Claros (404.804). Juntos, eles concentram mais de 5 milhões de pessoas – 24,9% da população mineira – quase um quarto dos habitantes de todo o Estado. É como se um em cada quatro mineiros vivessem em um desses seis municípios.

Conforme análise da demógrafa do IBGE em Minas Gerais, Luciene Longo, o fenômeno não tem uma causa específica. “São poucos os municípios mais populosos que concentram grande parte da população, mas também tem uma enormidade de municípios com até 10 mil habitantes”, disse ela.

Já os seis municípios menos populosos têm menos de 2.000 habitantes. A cidade com a menor população do Estado, e também do Brasil, é Serra da Saudade, no Triângulo, (786), seguida por Cedro do Abaeté (1.171), Grupiara (1.389), São Sebastião do Rio Preto (1.520), Doresópolis (1.521) e Paiva (1.535).

Comparação. Os três Estados mais populosos estão na região Sudeste, enquanto os cinco menos populosos, na região Norte. São Paulo lidera, com 45,5 milhões de habitantes, concentrando 21,8% da população do país. Roraima é o menos populoso, com 576,6 mil habitantes, apenas 0,3% da população total.

O município de São Paulo continua sendo o mais populoso do país, com 12,2 milhões de habitantes, seguido do Rio de Janeiro (6,7 milhões), de Brasília e de Salvador, com cerca de 3 milhões de habitantes cada.

De acordo com o IBGE, 17 municípios brasileiros concentram um contingente superior a 1 milhão de pessoas e, juntos, somam 45,7 milhões de habitantes, ou 21,9% da população total do Brasil.

As estimativas populacionais municipais são um dos parâmetros usados pelo Tribunal de Contas da União (TCU) no cálculo do Fundo de Participação de Estados e Municípios e são referência para vários indicadores sociais, econômicos e demográficos.

Em 2060, serão 25% de idosos

Até este ano a população continuará crescendo, mas, a partir de 2048, teremos queda até chegarmos em 2060 com 5 milhões de pessoas a menos, totalizando 228 milhões, conforme revisão da projeção da população divulgada pelo IBGE. Os dados mostram ainda que, daqui a 42 anos, um quarto da população será de idosos, com mais de 65 anos.

Dado de RR inclui venezuelanos

O estudo do IBGE “Estimativas de População dos Municípios 2018” incorporou ainda os imigrantes venezuelanos no Estado de Roraima, o Estado brasileiro menos populoso, com 576,6 mil habitantes (0,3% da população total). Os municípios de Boa Vista e Pacaraima concentram 99% desses imigrantes, segundo o levantamento divulgado nesta quarta-feira.

[ad_2]
Click aqui e acesse o artigo original
https://www.otempo.com.br/capa/brasil/seis-cidades-concentram-25-da-popula%C3%A7%C3%A3o-de-minas-gerais-1.2024208

Veja também...

Brasil continuará incomodando países concorrentes no agronegócio, diz ministra – Economia

[ad_1] A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, disse nesta segunda-feira, 11, em Não-me-Toque (RS), onde …

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.