sábado, 19 outubro 2019
Início / Conteúdo / Rejeito se movimenta e demolição de usina para em Brumadinho – Horizontes

Rejeito se movimenta e demolição de usina para em Brumadinho – Horizontes

[ad_1]

A demolição de uma área onde pode haver mais corpos desaparecidos após o rompimento da barragem da Vale, em Brumadinho, na Grande BH, iniciada nesse domingo (17) pelo Corpo de Bombeiros, foi interrompida nesta segunda-feira (18) após uma detecção de movimentação de rejeito no local. Não há previsão para retorno desse trabalho. 

O radar do solo, de propriedade da mineradora e operado por um geotecnólogo da empresa, acusou o deslocamento do rejeito nesta madrugada e informou aos Bombeiros, que paralisaram a demolição da usina ITM (Instalação de Tratamento de Minério), área onde deve haver mais corpos de vítimas. 

A causa da movimentação é a chuva desse domingo (17). Após o rompimento da barragem, 20% de todo o rejeito liberado ficou na área da Vale. Desse total, 2% tiveram a agitação captada pelo radar, incluindo a região da usina.  

“O rejeito é como se fosse uma casa semidestruída: o que sobra dessa casa, está instável. Se bate uma chuva, um vento, ela pode acabar de cair”, explicou o tenente-coronel da corporação, Anderson Passos. 

Segundo ele, não há condições seguras para o trabalho nesse local no momento. A demolição só retornará quando o radar da Vale detectar a acomodação do rejeito que se movimentou. 

As equipes serão remanejadas para buscas em outras áreas e um drone será utilizado para observação visual. 

Uma área a menos

Embora seja uma paralisação de segurança, que garante a integridade física dos militares, a interrupção dificulta as buscas. “É uma área a menos para procurarmos desaparecidos”, afirmou Passos. 

A demolição da usina de tratamento de minério teve início nesse domingo, com maquinário pesado, incluindo tesoura hidráulica. Segundo os Bombeiros, essa demolição é importante para que a corporação consiga localizar eventuais corpos que estejam em locais até então inacessíveis.

“É um trabalho meticuloso, uma vez que existem cilindros de acetileno e GLP (gás liquefeito de petróleo) no local e atmosferas que demandam utilização de equipamentos especiais para respiração”, afirmou a nota, divulgada pelo tenente Pedro Aihara, porta-voz da corporação. 

Leia mais:

Número de mortos em Brumadinho sobe para 169; edificação será demolida por Bombeiros

IML conclui identificação dos 116 corpos encontrados em Brumadinho; 145 ainda estão desaparecidos

Mesmo com mau tempo, buscas em Brumadinho são retomadas neste sábado

[ad_2]
Click aqui e acesse o artigo original
https://www.hojeemdia.com.br/horizontes/rejeito-se-movimenta-e-demoli%C3%A7%C3%A3o-de-usina-para-em-brumadinho-1.694676

Veja também...

Brasil continuará incomodando países concorrentes no agronegócio, diz ministra – Economia

[ad_1] A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, disse nesta segunda-feira, 11, em Não-me-Toque (RS), onde …

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.