terça-feira, 22 outubro 2019
Início / Conteúdo / Propaganda política começa nesta sexta com críticas dos eleitores aos candidatos – Primeiro Plano

Propaganda política começa nesta sexta com críticas dos eleitores aos candidatos – Primeiro Plano

[ad_1]

A propaganda eleitoral gratuita no rádio e televisão começou nesta sexta-feira (31), com a publicidade daqueles que concorrem aos governos estaduais e do Distrito Federal, assim como ao Senado e a deputado estadual e distrital. Os candidatos a esses cargos terão espaço sempre às segundas, quartas e sextas. 

Nesta sexta, a equipe de reportagem do Hoje em Dia acompanhou a transmissão do horário político para saber a opinião da população. Confira:

 

Descrença marca impressão do eleitor no primeiro dia do horário eleitoral gratuito: ‘Mais do mesmo’

Rafaela Martins/Hoje em Dia 

Horário político

Orlando Guimarães, Zélia Guimarães e Simone Santos acompanham primeiro dia do horário eleitoral

 

A propaganda eleitoral gratuita teve início oficialmente nesta sexta-feira (31), com as propostas dos candidatos a governador, senador e deputado transmitidas no rádio e na televisão para o eleitorado de todo o Brasil.

Na casa de alguns eleitores, porém, a impressão era de que tudo aquilo já tinha sido ouvido antes. “Mais do mesmo”, expressou a professora aposentada Zélia Guimarães, de 77 anos, ao final dos 25 minutos de exibição na tevê. De seu apartamento no bairro Santa Branca, na região da Pampulha, ela assistiu incrédula às propostas e não identificou nada que despertasse o interesse do eleitor. “Já tem  mais de 70 anos que eu ouço as mesmas propostas. Não acredito mais”, afirmou. 

Para o marido, o aposentado Orlando Guimarães, de 82 anos, o problema é o excesso de candidatos e partidos, que confunde o eleitor e torna mais difícil o entendimento das propostas. “Quando eu comecei a votar, só existiam dois partidos. Hoje, são dezenas e todos falam as mesmas coisas. Ouvimos essas promessas de mudança há anos e sabemos que não vão cumprir”, diz. 

Também insatisfeita com o que foi apresentado na propaganda exibida pelos veículos de massa, a psicóloga Simone Santos vai recorrer à internet para buscar mais informações sobre os candidatos. “O programa eleitoral é pouco esclarecedor, não passa de oratória, é muito ensaiado. Temos que pesquisar bastante, para realmente saber de quem se trata. Acredito que tenham bons gestores, mas também é preciso saber com quem eles estão ligados”, diz.

Na noite desta sexta-feira, às 20h30, o programa eleitoral gratuito será reprisado  na tevê aberta. Amanhã serão exibidas as propostas dos candidatos à presidência da República.

 

Clientes de restaurante acompanham horário eleitoral durante o almoço

Flávio Tavares / Hoje em Dia

Primeiro dia de horário eleitoral na TV

Com a transmissão obrigatória do horário eleitoral em todos os canais abertos de televisão do país, clientes do restaurante tiveram que acompanhar a propaganda política durante o almoço

 

A reportagem do Hoje em Dia foi às ruas de Belo Horizonte para registrar o comportamento dos eleitores que almoçam fora de casa e acompanham a programação da tevê nos restaurantes, enquanto saboreiam a refeição, e foram surpreendidos pela propaganda eleitoral. No bairro Prado, na região Oeste da capital, os colegas de trabalho Bruna Coutrim, Karem Nunes, Matheus Caetano e Aracele Prote almoçavam juntos, e, entre uma garfada e outra, davam aquela olhadinha para o televisor.

Com 21 anos, o operador de telemarketing Matheus Caetano vai votar pela primeira vez para os cargos de presidente, senador, governador e deputado, e confessou não saber que o horário eleitoral gratuito começava nesta sexta-feira (31). “Eu não sabia. E demorei a entender que era a propaganda política. Só descobri quando vi a tela azul e a mensagem informando que era horário eleitoral”. Mas reconheceu a importância do horário eleitoral. “Como são muitos candidatos, e, mesmo sendo um pouco chato, para as pessoas que estão em dúvida sobre em quem vão votar, essa é uma oportunidade para tomar a decisão. Mas almoçando assim, na rua, junto com outras pessoas, não dá para prestar atenção, além disso, eles (os candidatos) falam muito rápido, e, por isso, tem que acompanhar mais vezes antes de tomar uma decisão”, esclareceu Matheus Caetano.

Já a também operadora de telemarketing, Aracele Prote, de 25 anos, está revoltada com a política brasileira e entende o horário eleitoral e o direito ao voto como obrigatórios. “Eu não concordo com essa propaganda eleitoral na tevê e no rádio. E só vou votar porque é obrigatório. Eles (os políticos) fazem uma imposição para que todos os vejam. Deveriam ficar só na internet, assim, só assiste quem quiser”, desabafa. Embora pense assim, Aracele nunca anulou ou votou em branco. “Já que eu sou obrigada a votar, eu sempre escolho alguém, mas é difícil”, afirma.

 

Horário político

Os programas dos presidenciáveis irão ao ar às terças-feiras, quintas e aos sábados. Nesses mesmos dias, serão transmitidas as propagandas dos candidatos a deputado federal. Nos domingos, não haverá propaganda eleitoral.

O horário de transmissão no rádio é das 7h às 7h12 e das 12h às 12h12. Na televisão, a exibição é das 13h às 13h12 e das 20h30 às 20h42. 

No primeiro turno, o conteúdo político será veiculado até o dia 4 de outubro, três dias antes das eleições, marcada para o dia 7. Ao todo, serão 35 dias de propaganda. Em caso de segundo turno, a veiculação será retomada no dia 12 de outubro, que coincide com a primeira sexta-feira após o primeiro turno. Serão mais 15 dias até o dia 26 de outubro – dois dias antes dos eleitores voltarem às urnas.

Leia mais:

Partidos disputam, na televisão e no rádio, 2,8 mi de eleitores sem candidatos

Propaganda eleitoral no rádio e na TV começa nesta sexta-feira

 

[ad_2]
Click aqui e acesse o artigo original
https://www.hojeemdia.com.br/primeiro-plano/propaganda-pol%C3%ADtica-come%C3%A7a-nesta-sexta-com-cr%C3%ADticas-dos-eleitores-aos-candidatos-1.652094

Veja também...

Brasil continuará incomodando países concorrentes no agronegócio, diz ministra – Economia

[ad_1] A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, disse nesta segunda-feira, 11, em Não-me-Toque (RS), onde …

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.