quinta-feira, 24 outubro 2019
Início / Conteúdo / Presidente do Tribunal de Justiça de Minas morre e corte decreta luto de três dias

Presidente do Tribunal de Justiça de Minas morre e corte decreta luto de três dias

[ad_1]

O presidente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), desembargador Herbert Carneiro, morreu nesta quinta-feura (5), em Belo Horizonte, vítima de câncer. Ele era natural de Conceição do Mato Dentro, na região Central do Estado, e tinha 58 anos.

O corpo de Carneiro está sendo velado na manhã desta sexta-feira (6) no Salão do Plenário do TJ, na avenida Afonso Pena, número 4001, no bairro Serra, região Centro-Sul da capital. A cerimônia ocorrerá até as 15h. De lá, o corpo será encaminhado para sepultamento. O local, porém, não foi divulgado.

Por causa do falecimento, o TJMG decretou luto oficial de três dias e suspendeu o expediente, nesta sexta, na secretaria da corte. “Os prazos processuais com término neste dia ficam prorrogados para 9 de abril de 2018”, informou o TJMG.

Em nota, o desembargador Geraldo Augusto de Almeida, presidente em exercício, lamentou a morte do colega. “A notícia da família é a de que efetuou a sua passagem e retornou ao Pai, serenamente. Nosso grande guerreiro silencioso. Deus os abençoe e a nós todos, que ficamos com o seu exemplo heroico de dedicação e de amor vocacionado a Instituição. Oremos a Deus, agradecidos pelo privilégio de termos convivido com o admirável Colega e Presidente Herbert Carneiro”.

Renato Cobucci / Hoje em Dia/Arquivo

OAB questiona TJ sobre legalidade de benefícios e Amagis defende os juízes

Herbert Carneiro assumiu a presidência do TJMG em 1º de julho de 2016

Histórico

Herbert Carneiro assumiu a presidência do TJMG em 1º de julho de 2016. Foi desembargador da corte desde o dia 30 de abril de 2009. Formado em Direito pela Faculdade de Direito da Pontifícia Universidade Católica, 1985. Ingressou no TJMG, em 19 de fevereiro de 1980 na função de atendente judiciário.

Em 1989, foi nomeado assessor judiciário das 1ª Vice-Presidência e Presidência do Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais, onde atuou até março de 1992. Em abril de 1992, ingressou na magistratura mineira, tendo atuado nas comarcas de Almenara e Caratinga, onde exerceu, também, as funções de Juiz Eleitoral e Juiz da Infância e Juventude.

Em dezembro de 1998, foi promovido para a Comarca de Belo Horizonte, onde passou a exercer a função de juiz-diretor do Juizado Especial Criminal da Capital, até 29 de maio de 2002. Em setembro de 2001, passou também a exercer a função de juiz-diretor do Juizado Especial Cível da Capital até 29 de maio de 2002.

Foi juiz da Vara de Execuções Criminais de Belo Horizonte e juiz membro da Turma Recursal Criminal do Juizado Especial de Belo Horizonte. Presidente da Associação dos Magistrados Mineiros, de 2013 a 2015.

[ad_2]
Click aqui e acesse o artigo original
http://hojeemdia.com.br/primeiro-plano/presidente-do-tribunal-de-justi%C3%A7a-de-minas-morre-e-corte-decreta-luto-de-tr%C3%AAs-dias-1.611416

Veja também...

Brasil continuará incomodando países concorrentes no agronegócio, diz ministra – Economia

[ad_1] A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, disse nesta segunda-feira, 11, em Não-me-Toque (RS), onde …

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.