quarta-feira, 26 junho 2019
Início / Conteúdo / Prefeito de Leopoldina tem mandato cassado por obras com dinheiro público em áreas privadas – Política

Prefeito de Leopoldina tem mandato cassado por obras com dinheiro público em áreas privadas – Política

[ad_1]

José Roberto de Oliveira (PSL), prefeito da cidade de Leopoldina, na Zona da Mata de Minas Gerais, teve o mandato cassado nessa quinta-feira (27) após ser denunciado por ter utilizado o poder público para realizar obras em um terreno particular em São Lourenço, povoado da cidade.

A sentença foi proferida pelo juiz Rafael Barbosa da Silva, da comarca de Leopoldina, que também determinou que o chefe do executivo tenha seus direitos políticos suspensos por cinco anos. O prefeito ainda terá que ressarcir o município em duas vezes a verba gasta, estimada em R$ 14.334,42 pelo juiz em sua sentença.

O crime pelo qual Oliveira foi condenado foi improbidade administrativa, denunciado pelo Ministério Público Federal (MPF). O órgão, por sua vez, afirmou que as obras foram realizadas nos meses de junho e agosto de 2004, meses antes das eleições daquele ano. O condenado já era prefeito e se candidatava à reeleição. Para o MPF, o prefeito utilizou a máquina pública para agradar os eleitores do povoado, realizando os serviços com o maquinário da prefeitura e de empresas pagas por seu caixa.

Bar

Além disso, foi prometida e propagada pelo então prefeito a construção de um campo de futebol no imóvel de M. A. M., e, em contrapartida à construção do campo de futebol, este poderia explorar um bar que seria construído pela prefeitura local. Acertada a “contratação”, ele encaminhou as máquinas para o local, iniciando serviço, sendo que, nos fins de semana, o prefeito se dirigia ao povoado para fazer churrasco com o povo e tirar proveito político de sua “obra”.

De acordo com o Ministério Público, após sua reeleição, ele abandonou a comunidade, as obras do campo e os proprietários do imóvel, causando grande indignação à população de São Lourenço, a qual, inclusive, fez manifestações e reclamações na Câmara Municipal.

Além da utilização dos bens públicos em propriedade privada, visando atender os interesses eleitorais, o MP acusa o prefeito de ignorar a legislação ambiental, determinando a realização de obras em área rural considerada de preservação permanente, alterando a topografia do terreno, explodindo e retirando pedras, bem como destruindo a vegetação existente, sem possuir prévia autorização do Instituto Estadual de Florestas (IEF).

A prefeitura de Leopoldina foi procurada mas, devido ao horário, não se manifestou sobre a condenação. 

(Com TJMG)

[ad_2]
Click aqui e acesse o artigo original
https://www.hojeemdia.com.br/primeiro-plano/pol%C3%ADtica/prefeito-de-leopoldina-tem-mandato-cassado-por-obras-com-dinheiro-p%C3%BAblico-em-%C3%A1reas-privadas-1.659634

Veja também...

Brasil continuará incomodando países concorrentes no agronegócio, diz ministra – Economia

[ad_1] A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, disse nesta segunda-feira, 11, em Não-me-Toque (RS), onde …

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.