segunda-feira, 14 outubro 2019
Início / Conteúdo / PM suspeito de assediar criança em Santa Luzia é liberado por falta de provas – Horizontes

PM suspeito de assediar criança em Santa Luzia é liberado por falta de provas – Horizontes

[ad_1]

O policial militar apontado como suspeito de assediar três menores em Santa Luzia, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, foi ouvido pela Polícia Civil e liberado por falta de provas. Mas segundo a corporação, um inquérito foi aberto e as investigações estão em andamento.

A Polícia Militar também informou que apesar de reformado e reconduzido para as funções, o militar, que tem 48 anos e estava lotado no 36º Batalhão da PMMG, teve o contrato cancelado.

O homem foi preso nessa quarta-feira (19) suspeito de ter assediado uma menina de 9 anos no bairro Palmital. Ele chegou a ser agredido por populares.

Segundo a PM, a criança contou que estava sozinha em casa quando o agressor forçou a porta, conseguiu entrar e disse para ela ficar o observando a tirar a roupa. A criança teria gritado e o suspeito saiu correndo. 

Ainda conforme a PM, nenhuma testemunha teria visto o homem sair da residência, mas de acordo a descrição da criança, ele foi localizado nas imediações do endereço, onde foi contido por moradores.

Na versão do militar, ele estava no bairro procurando um rapaz que faz manutenções em aparelhos celulares e foi agredido por ter sido confundido com outra pessoa.

Mas outras testemunhas também procuraram a polícia e afirmaram que o suspeito teria tentado molestar outras crianças do bairro.

Leia mais:

PM aposentado é agredido após supostamente assediar menina de 9 anos em Santa Luzia

 

[ad_2]
Click aqui e acesse o artigo original
https://www.hojeemdia.com.br/horizontes/pm-suspeito-de-assediar-crian%C3%A7a-em-santa-luzia-%C3%A9-liberado-por-falta-de-provas-1.657555

Veja também...

Brasil continuará incomodando países concorrentes no agronegócio, diz ministra – Economia

[ad_1] A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, disse nesta segunda-feira, 11, em Não-me-Toque (RS), onde …

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.