terça-feira, 15 outubro 2019
Início / Conteúdo / PF vai investigar crime virtual de ódio contra mulher

PF vai investigar crime virtual de ódio contra mulher

[ad_1]

SÃO PAULO. A Polícia Federal agora é responsável por investigar crimes virtuais contra as mulheres. A Lei nº 13.642/2018, publicada nesta quarta-feira (4) no “Diário Oficial da União”, altera a Lei nº 10.446/2002, que trata sobre as infrações penais de repercussão interestadual ou internacional que exigem repressão uniforme. As informações são da Agência Brasil. Nesse caso, a PF, hoje ligada ao Ministério Extraordinário da Segurança Pública, assume as investigações, com apoio dos órgãos de segurança pública locais.

A publicação estabelece que a PF também vai investigar quaisquer crimes praticados por meio da internet que difundam conteúdo misógino, definidos como aqueles que propagam o ódio ou a aversão às mulheres. Além desses crimes, também é competência da força federal, de acordo com a lei de 2002, a investigação de sequestro por motivação política ou em razão da função pública exercida pela vítima; de formação de cartel; e de crimes relativos à violação a direitos humanos.

A PF trabalha em casos em que há indícios da atuação de grupos criminosos em mais de um Estado e de falsificação e venda de produtos para fins terapêuticos ou medicinais.

 

MC Carol diz ter sido agredida por ex que invadiu sua casa

Rio de Janeiro. A cantora de funk MC Carol afirmou que foi atacada pelo ex-namorado, na madrugada de quarta-feira, em Niterói, na região metropolitana do Rio. De acordo com relato postado nas redes sociais, o homem teria pulado o muro da casa da MC, que tinha a proteção de uma cerca elétrica, e a atacou com uma faca. Os dois entraram em luta corporal e Carol ficou com as mãos feridas.

Segundo a cantora, o ex-namorado teria se irritado com fotos que foram postadas por ela dentro de uma piscina. A Polícia Militar foi acionada e o homem foi preso em flagrante. O caso foi registrado na 76ª DP.

Carol diz que, em seis anos de namoro, o acusado sempre demonstrou ser muito ciumento. “Fiquei seis anos com ele, mas nunca aconteceu nada como o que rolou hoje (quarta-feira). Tanto que eu até postei nas redes sociais que foi a primeira vez que eu apanhei, e foi a primeira vez que eu lutei com um cara com um facão na mão”, contou.

[ad_2]
Click aqui e acesse o artigo original
http://www.otempo.com.br/capa/brasil/pf-vai-investigar-crime-virtual-de-%C3%B3dio-contra-mulher-1.1592578

Veja também...

Brasil continuará incomodando países concorrentes no agronegócio, diz ministra – Economia

[ad_1] A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, disse nesta segunda-feira, 11, em Não-me-Toque (RS), onde …

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.