quinta-feira, 17 outubro 2019
Início / Conteúdo / Oportunidades para todos

Oportunidades para todos

[ad_1]

Encontrar trabalho não tem sido fácil, principalmente quando o candidato a um posto tem algum tipo de deficiência. O problema é que sobram vagas destinadas a pessoas com deficiência (PCD), segundo o Ministério do Trabalho. Ao todo são 26.578 vagas que deveriam ser preenchidas no estado, de acordo com o que determina a lei nº 8.213/1991, conhecida como Lei de Cotas.

Segundo a legislação, empresas com mais de cem empregados são obrigadas a preencher entre 2% a 5% dos quadros de empregados com beneficiários reabilitados ou pessoas com deficiência. Para estimular a inclusão desses trabalhadores, o governo estadual lançou o Prêmio Empresa Inclusiva, que está com inscrições abertas até 5 de abril. O edital foi publicado em 19 de fevereiro no Diário Oficial.

Atualmente, existem cerca de 180 vagas abertas nas unidades do Sine. Entre os cargos disponíveis estão advogado, assistente de farmácia, assistente jurídico, cozinheiro, operador de caixa e técnico de enfermagem.

 

EXPERIÊNCIA 

Edson Moreira, de 33 anos, atua como repositor de mercearia. Ele encara uma jornada de oito horas de trabalho diárias, nas quais repõe itens nas prateleiras, confere datas de validade, limpa produtos, busca itens no depósito, dentre outras tarefas. 

Há sete anos, Moreira tem essa rotina, que é a mesma dos colegas de setor e de muitos outros trabalhadores em todo o país. Com uma diferença: ele não tem o antebraço esquerdo. “Muita gente pensa que isso atrapalha o meu trabalho, mas desempenho tudo normalmente, com o mesmo rendimento”, conta. Edson é uma das aproximadamente 35 mil pessoas com deficiência empregadas em Minas Gerais, segundo dados de 2016 da Relação Anual de Informações Anuais do Ministério do Trabalho.

 

TRABALHO

A secretária de Estado de Trabalho e Desenvolvimento Social, Rosilene Rocha, reforça que há uma dificuldade crônica em todo o país, que é o fato de os deficientes quererem trabalhar, mas, muitas vezes, a empresa não se adaptar a eles. “O PCD precisa de uma sensibilização do ambiente de trabalho, e muitas empresas colocam ele para trabalhar, mas não fazem isso. Às vezes, até para o PCD se capacitar ele encontra dificuldade, porque o prédio não está adaptado para ele entrar, para fazer a aula”, diz.

 

PREMIAÇÃO

A iniciativa da Secretaria de Estado de Trabalho e Desenvolvimento Social (Sedese), além de estimular boas práticas realizadas pelas empresas e seus gestores na inclusão de trabalhadores com deficiência, também objetiva estimular a criação de rede de gestores (privados e públicos) com vistas à melhoria dos processos de gestão, implementação e monitoramento da inclusão de pessoas com deficiência.

O prêmio tem três categorias: Empreendedor Individual com Deficiência; Pequenas e Médias Empresas, que abarca as firmas com até 99 funcionários; Grandes Empresas, que possuam cem ou mais funcionários. Poderão ser premiadas até duas práticas, projetos e políticas por empresa. 

A divulgação do resultado ocorrerá em 20 de junho no site na Sedese (www.social.mg.gov.br/), dia em que também será realizada a premiação.

Documentos na mão para não perder oportunidades

Para se candidatar a uma vaga de emprego, em qualquer época do ano, é importante que os interessados compareçam aos postos Sine e UAIs com os seguintes documentos: carteira de trabalho, carteira de identidade, CPF, número do PIS e comprovante de endereço. 

A apresentação desses documentos é fundamental para realização do cadastro completo do trabalhador.

[ad_2]
Click aqui e acesse o artigo original
http://onorte.net/geral/oportunidades-para-todos-1.610476

Veja também...

Brasil continuará incomodando países concorrentes no agronegócio, diz ministra – Economia

[ad_1] A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, disse nesta segunda-feira, 11, em Não-me-Toque (RS), onde …

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.