domingo, 15 dezembro 2019
Início / Conteúdo / Operação ‘Revenge’, da Polícia Civil, prende 25 pessoas no Barreiro – Horizontes

Operação ‘Revenge’, da Polícia Civil, prende 25 pessoas no Barreiro – Horizontes

[ad_1]

A Polícia Civil desencadeia, na manhã desta sexta-feira (31), uma grande operação de combate ao tráfico de drogas e homicídios na Vila Cemig, na região do Barreiro, incluindo cidades próximas da região metropolitana de Belo Horizonte. 

A guerra local pelo comércio ilegal envolvia a morte de familiares de líderes de guangues como vingança. As investigações iniciaram após a morte de um agente penitenciário envolvido no tráfico. 

De acordo com a corporação, 300 policiais estão nas ruas do bairro para cumprir 53 mandados de busca e apreensão, 32 de prisão – sendo que 24 são por tráfico e oito por associação ao tráfico de drogas. Um helicóptero da corporação dá apoio às equipes de terra. Cães farejadores também estão empenhados. 

Balanço parcial da ação aponta a prisão de 21 pessoas. Segundo a PC, 14 delas terão penas ampliadas pois já estavam no sistema prisional por motivos diferentes da operação desta sexta. Além disso, sete indivíduos foram presos, sendo seis decorrentes da operação e uma pessoa que estava foragida da Justiça por outros crimes. 

Também foram conduzidas três pessoas por uso de drogas. Elas assinaram Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) pelo ato e serão liberadas. Ainda houve uma prisão por desacato e a apreensão de drogas, munições e um fuzil calibre 762. 

Vingança 

Virgínia Almeida, delegada titular da 2a Delegacia do Barreiro, explicou que a operação ‘Revenge’ (vingança, em tradução livre do inglês) é fruto de mais de um ano de investigação sobre quadrilhas criminosas especializadas em tráfico de drogas, com porte de armas de fogo e atuação no aglomerado da Vila Cemig. 

“Foram identificadas facções rivais que se instalaram na localidade visando a tomada de poder do comércio ilegal de entorpecentes. Como resultado, houve a morte de diversas pessoas”, afirmou. A Polícia Civil identificou os principais líderes de cada guangue e descobriu que a vingança era a principal engrenagem do confronto. 

Desde 2010, os grupos criminosos do local têm se confrontado, incluindo atentados, planejamento de ataques e mortes a familiares dos líderes. 

Início das investigações

A Polícia Civil investiga, ainda, o assassinato de um agente penitenciário em março deste ano. O servidor público que trabalhava numa unidade carcerária da Grande BH, teria envolvimento com mortes e o tráfico de drogas na Vila Cemig.

[ad_2]
Click aqui e acesse o artigo original
https://www.hojeemdia.com.br/horizontes/opera%C3%A7%C3%A3o-revenge-da-pol%C3%ADcia-civil-prende-25-pessoas-no-barreiro-1.651935

Veja também...

Brasil continuará incomodando países concorrentes no agronegócio, diz ministra – Economia

[ad_1] A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, disse nesta segunda-feira, 11, em Não-me-Toque (RS), onde …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.