sexta-feira, 18 outubro 2019
Início / Conteúdo / Mano Menezes lamenta injustiça e quer que raiva seja combustível para a classificação – Esportes

Mano Menezes lamenta injustiça e quer que raiva seja combustível para a classificação – Esportes

[ad_1]

“Vamos guardar todas as nossas forças, vamos juntar toda essa raiva que se leva e transformar em algo positivo”. Assim o técnico Mano Menezes falou do que considerou uma falha inexplicável, indigna de comentários. Para o treinador celeste, nem seria necessário recorrer ao replay para ter certeza que o lance capital da derrota para o Boca foi casual. “Em 2007 eu já havia tomado um gol aqui com três jogadores deles impedidos. Mudam-se as direções, muda-se o comando da Confederação, agora existe o VAR, que seria usado para que não tivéssemos grandes injustiças e nós sofremos uma grande injustiça”.

O treinador admitiu que o primeiro tempo não trouxe o futebol esperado, especialmente depois do gol de Zárate, dizendo acreditar em falhas defensivas. “Aqueles momentos depois do gol foram favoráveis ao adversário e nosso pior momento no jogo, defensivamente temos uma parte nisso. No segundo tempo, eu fiz a inversão (de posicionamento), trouxe Rafinha para a direita, coloquei o Thiago mais pela esquerda e o Robinho no meio, o Rafinha quase fez um gol”. Reconheceu, ainda que é preciso criar maior volume de chances de gol na partida da volta para conseguir o placar necessário. “Temos que traduzir esse momento que tivemos em gols”.

 

Surpresa

Indicado para a entrevista coletiva ao lado do técnico Mano Menezes, o zagueiro Leo revelou a surpresa dos jogadores diante da atitude do árbitro paraguaio Éber Aquino, que expulsou Dedé em um choque involuntário do Mito com o goleiro Andrada. Segundo ele, os próprios atletas do time argentino não entenderam inicialmente a razão do recurso ao VAR, imaginando que pudessem ser punidos por alguma suposta irregularidade.

“Os próprios jogadores deles ficaram com medo de que fosse algo contra eles. Ficamos parados imaginando o que poderia ser, ninguém entendeu nada, se a gente for ver o Dedé foi em direção à bola, não quis atingir ninguém. O árbitro apenas disse que houve maldade. O VAR está aí para ajudar e infelizmente nos atrapalhou, ficamos perplexos com tudo o que aconteceu”, comentou.

Assim como o comandante, Leo mostrou confiança na classificação, especialmente se o cenário negativo da quarta-feira se transformar em estímulo extra. “Com um pouco mais de equilíbrio, mais tranquilos, sabemos que temos totais condições de chegar na  nossa casa, no Mineirão, diante do nosso torcedor, e reverter esse placar, com aquela atmosfera do Mineirão, é um placar reversível. Usar tudo aquilo que a gente passou a nosso favor e fazer isso funcionar para nós”.

 

[ad_2]
Click aqui e acesse o artigo original
https://www.hojeemdia.com.br/esportes/mano-menezes-lamenta-injusti%C3%A7a-e-quer-que-raiva-seja-combust%C3%ADvel-para-a-classifica%C3%A7%C3%A3o-1.657257

Veja também...

Brasil continuará incomodando países concorrentes no agronegócio, diz ministra – Economia

[ad_1] A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, disse nesta segunda-feira, 11, em Não-me-Toque (RS), onde …

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.