quinta-feira, 14 novembro 2019
Início / Conteúdo / Mais chuva antes da solução para a Vilarinho – Horizontes

Mais chuva antes da solução para a Vilarinho – Horizontes

[ad_1]

Moradores e comerciantes do entorno da avenida Vilarinho, em Venda Nova, vão conviver com o temor de enchentes pelo menos durante o período chuvoso de 2019 e o começo da temporada de precipitações de 2020. O projeto de obras para a região, onde três pessoas morreram após temporal no mês passado, foi anunciado ontem. O investimento será de R$ 300 milhões. As intervenções, se não houver atrasos na licitação, começam em julho do ano que vem, mas devem durar 18 meses.

A solução apontada pela Prefeitura de Belo Horizonte é a construção de dois túneis para desviar a água em excesso do córrego Vilarinho para o córrego Floresta, na nascente do bairro Serra Verde, e ribeirão Isidoro, no Mantiqueira.

Segundo o prefeito Alexandre Kalil, o projeto foi feito de maneira voluntária por uma construtora da capital. As obras são complexas e um detalhamento não foi apresentando pela PBH nem pela empresa.

O ponto de encontro dos túneis, com capacidade de escoar até 160 metros cúbicos de água por segundo, será o entroncamento da Vilarinho com a avenida Doutor Álvaro Camargos, perto da estação do metrô. Lá, será criado um reservatório. A proposta inclui um viaduto a ser erguido também próximo ao córrego Floresta, mas no bairro Floramar.

Parte dos R$ 300 milhões para a execução das obras está assegurada pela PBH; porém, serão necessários empréstimos e recursos do governo federal

Professor do Departamento de Engenharia Hidráulica e Recursos Hídricos da UFMG, Márcio Baptista diz que um ano e meio é um período curto para a execução. “É uma ideia factível para resolver o problema. Resta saber se haverá viabilidade técnica. O que me preocupa é o prazo apresentado”. 

Já para a geógrafa Carla Wstane, do projeto Manuelzão, que desenvolve estudos sobre os alagamentos na avenida, as ações apresentadas podem sobrecarregar o ribeirão Isidoro e o córrego Floresta, mudando o problema de lugar. “Pensamos em propostas como a descana-lização e a construção de áreas permeáveis”. 

Questionada, a PBH respondeu que será construído um canal para amortecer o fluxo de água do córrego Vilarinho que chegará ao Floresta e ao Isidoro.

Leia mais:

Após mortes por enchentes, Kalil anuncia projeto de obras na avenida Vilarinho

Inundações recorrentes na Vilarinho exigem solução complexa

Pacote de medidas contra dano causado pela chuva

Recursos da União contra enchentes deixam de fora a avenida Vilarinho

Convênio de R$ 10 milhões garante investimentos em prevenção de enchentes em BH

[ad_2]
Click aqui e acesse o artigo original
https://www.hojeemdia.com.br/horizontes/mais-chuva-antes-da-solu%C3%A7%C3%A3o-para-a-vilarinho-1.680647

Veja também...

Brasil continuará incomodando países concorrentes no agronegócio, diz ministra – Economia

[ad_1] A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, disse nesta segunda-feira, 11, em Não-me-Toque (RS), onde …

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.