sexta-feira, 18 outubro 2019
Início / Conteúdo / Governo quer extinguir medalhas de honra e manter somente a da Inconfidência – Cidades

Governo quer extinguir medalhas de honra e manter somente a da Inconfidência – Cidades

[ad_1]

Em uma nova estratégia para diminuir os gastos públicos, o governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), anunciou que pretende extinguir dez das onze medalhas de honra concedidas pelo Estado como homenagens. Segundo o executivo, somente em 2018 foram gastos mais de R$ 3,3 milhões entre eventos de entrega e produção das medalhas em si.

A proposta será enviada à Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) e a única honraria que Zema pretende manter é a Medalha da Inconfidência, entregue todos os anos no dia 21 de abril, em Ouro Preto, e a mais alta comenda concedida pelo Governo de Minas. Neste ano, a intenção é que a honraria seja concedida às Forças Integradas de Segurança que atuam em Brumadinho.

A medalha que deve continuar sendo entregue é a segunda colocada em valor gasto para sua entrega, com R$ 631.959 usados em 2018, perdendo apenas para a Medalha Dia de Minas Mariana, que custou R$ 714.478 aos cofres públicos em sua última edição e deve ser cortada do quadro de honrarias.

Ao todo, só com a compra dos adereços, a Secretaria de Governo gastou R$ 263.898 em 2018, somadas às diárias pagas pela pasta, que chegaram ao montante de R$ 90.273.

Valores gastos com medalhas em 2018

Medalha Dia de Minas Mariana – R$ 714.478

Medalha da Inconfidência – R$ 631.959

Entrega de Medalha JK – R$ 416.067

Medalha Santos Dumont – R$ 389.399

Medalha Matias Cardoso – R$ 277.477

Comenda Antônio Secundino – R$ 175.429

Medalha Chico Xavier – R$ 137.217

Medalha Teófilo Otoni – R$ 88.312

Medalha do Mérito da Defesa Civil – R$ 77.607

Medalha Calmon Barreto – R$ 37.867

Medalha do Mérito da Advocacia Geral do Estado – R$ 1.320

Medalha da Inconfidência

Desde o rompimento da barragem em Brumadinho, em 25 de janeiro, e o trabalho do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais para resgatar as vítimas, há nas redes sociais um grande movimento para que a Medalha da Inconfidência de 2019 seja concedida aos militares.

Ao comunicar a pretensão de extinguir as outras honrarias, o Governo de Minas Gerais afirmou que vai propor que a homenagem seja, de fato, concedida às Forças Integradas de Segurança que atuam no socorro e proteção às vítimas do rompimento da barragem em Brumadinho, como Corpo de Bombeiros, Defesa Civil e polícias Militar e Civil.



[ad_2]
Click aqui e acesse o artigo original
https://www.hojeemdia.com.br/horizontes/cidades/governo-quer-extinguir-medalhas-de-honra-e-manter-somente-a-da-inconfid%C3%AAncia-1.694210

Veja também...

Brasil continuará incomodando países concorrentes no agronegócio, diz ministra – Economia

[ad_1] A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, disse nesta segunda-feira, 11, em Não-me-Toque (RS), onde …

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.