terça-feira, 22 outubro 2019
Início / Conteúdo / Estreia do horário eleitoral é marcada por alfinetadas entre PT e PSDB e ausência de candidatos – Primeiro Plano

Estreia do horário eleitoral é marcada por alfinetadas entre PT e PSDB e ausência de candidatos – Primeiro Plano

[ad_1]

O primeiro dia do horário eleitoral gratuito no rádio e na televisão, veiculado nessa sexta-feira (31), foi marcado pela troca de acusações entre os candidatos ao governo de Minas, Fernando Pimentel (PT) e Antônio Anastasia (PSDB), que lideram as pesquisas de intenção de voto para o cargo.

Candidato à reeleição, Pimentel apostou na parceria com a ex-presidente Dilma Roussef (PT), postulante a uma cadeira no Senado, no programa inaugural do partido.

O petista criticou duramente à gestão do PSDB em Minas, que teve Aécio Neves e Antonio Anastasia como seus antecessores no Palácio da Liberdade. Segundo Pimentel, os tucanos foram responsáveis por destruir as finanças do Estado. O governador ainda aposta na eleição de Lula (PT) à Presidência da República, para ajuda a restabelecer a saúde financeira de Minas.

Anastasia

O senador Antonio Anastasia afirmou no programa que o próximo governador terá um grande desafio em relação as finanças do Estado, criticando a administração de Pimentel.

A criatividade, a redução de custos da máquina pública e a criação de uma equipe técnica foram as alternativas citadas pelo tucano para recuperar o Estado.

Candidato ao governo pelo MDB, o deputado federal Adalcever Lopes se colocou com terceira via entre a polarização na disputa entre PT e PSDB. Adalclever pregou o discurso de conciliação e diálogo como uma de suas principais premissas de campanha.

Com apenas poucos segundos de inserção no horário gratuito eleitoral, o candidato João Batista Mares Guia (REDE) fez uma rápida menção, se colocando como alternativa a Pimentel e Anastasia.

Ausência de candidatos

A ausência da divulgação de material de quatro dos nove postulantes ao Palácio da Liberdade foi outro ponto que chamou à atenção na estreia da propaganda eleitoral gratuita. Os candidatos Romeu Zema (NOVO), Claudiney Dulin (Avante), Jordano Metalúrgico (PSTU) e Alexandre Flach (PCO) não tiveram conteúdo exibido durante os 25 minutos do horário político. A reportagem entrou em contato com a assessoria dos candidatos em questão, e até o momento não obteve o retorno em relação ao motivo da ausência de material dos mesmos nesse primeiro dia de propaganda eleitoral gratuita.

Senado

Na parte destinada aos candidatos ao Senado o destaque ficou pela inserção de Dilma Rousseff, que, assim como Pimentel, apostou em imagens ao lado de Lula, e fez questão de destacar o apoio que recebeu após ter sofrido o processo de impeachment da Presidência, em 2016.

Candidato pelo DEM, Rodrigo Pacheco afirmou que pretende continuar a ser um candidato ficha limpa, destacando que não está na política por interesse ou dinheiro.

Em sua rápida aparição, Dinis Pinheiro (Solidariedade) defendeu a redução da carga tributária no país.

Também com poucos segundos de inserção, o professor Tulio Lopes (PCB) e Duda Salabert (PSOL) se apresentaram e defenderam rapidamente suas candidaturas ao cargo.

Erro

O horário eleitoral dessa sexta também foi marcado por um erro na identificação do cargo que Iran Barbosa (MDB) vai disputar no pleito de outubro. Iran, que vai tentar mais um mandado na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), foi creditado como candidato a deputado federal na propaganda veiculada na televisão.

[ad_2]
Click aqui e acesse o artigo original
https://www.hojeemdia.com.br/primeiro-plano/estreia-do-hor%C3%A1rio-eleitoral-%C3%A9-marcada-por-alfinetadas-entre-pt-e-psdb-e-aus%C3%AAncia-de-candidatos-1.652126

Veja também...

Brasil continuará incomodando países concorrentes no agronegócio, diz ministra – Economia

[ad_1] A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, disse nesta segunda-feira, 11, em Não-me-Toque (RS), onde …

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.