terça-feira, 22 outubro 2019
Início / Conteúdo / Empurrão para a universidade – Educação

Empurrão para a universidade – Educação

[ad_1]

A formação básica deficiente é apontada como um dos fatores que mais comprometem a inserção de jovens e adultos ao ensino superior no Brasil. Para ajudar estudantes de baixa renda, que não podem pagar um cursinho para enfrentar o vestibular, voluntários do Emancipa Montes Claros se preparam para mais um ano de cursos gratuitos.

O projeto internacional, que atua na cidade desde 2013, é um movimento social de cursinhos populares para pessoas carentes e que ajuda anualmente, apenas na maior cidade norte-mineira, cerca de 150 jovens e adultos frequentes, interessados em ingressar no ensino superior.

A primeira aula de 2019 será em 16 de março. Quem tiver interesse em participar, basta ir à aula inaugural. Para diminuir os gastos, os encontros acontecem em escolas públicas e atualmente o projeto funciona na Escola Estadual Dulce Sarmento, com aulas aos sábados. Não existe limite de vagas, já que o projeto se ajusta de acordo com a demanda.

Mestre em Desenvolvimento Social e coordenadora do projeto em Montes Claros, a professora de geografia Samira Xavier Machado diz que cerca de 1.500 alunos fizeram parte do projeto em sete anos de existência no município.

Samira conta ainda que o ano começa com ao menos 500 matriculados, mas o número cai ao longo dos meses, uma vez que manter a frequência é difícil para a maioria das pessoas que precisam conciliar as aulas com o trabalho.

Segundo Samira, o projeto é composto por voluntários e é 100% gratuito, desde o material, o lanche e as aulas.  “Os recursos financeiros vêm de ações que os voluntários realizam. Fazemos bazar, rifas e eventos. Tudo para arrecadar o dinheiro necessário, que basicamente banca do lanche às cópias. Não existe nenhum outro financiador”, disse, lembrando que toda ajuda é bem-vinda e que já busca novas pessoas interessadas no trabalho voluntário.

O objetivo é preparar os estudantes para os vestibulares, em especial o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

No caso da Wendy Melissa, de 20 anos, o projeto a ajudou para conseguir uma vaga no curso de direito da Unimontes. Hoje ela é uma das voluntárias do Emancipa Montes Claros.

“Foi fundamental na minha aprovação. De família humilde, não tínhamos condições de pagar cursinho particular. Se hoje eu voltei pra ajudar é por gratidão e por ver esperança nos olhos dos jovens que procuram o Emancipa, acreditando em um futuro melhor”, disse.

Além de frequentar as aulas, os alunos participam de atividades culturais, como saraus e sessões de cinema comentado.

 

SOBRE

A rede Emancipa é um movimento social de cursinhos populares e está há mais de 10 anos no Brasil. São 19 cidades de sete estados, em todas as cinco regiões do país. Com 32 cursinhos, cerca de 5 mil estudantes ao longo do ano e mais de 600 professores. A unidade Emancipa em Montes Claros foi a primeira em Minas Gerais e teve início em 2013.

Informações pelo telefone (38) 99128-7296 ou pela conta @emancipamoc no Instagram

[ad_2]
Click aqui e acesse o artigo original
https://onorte.net/educa%C3%A7%C3%A3o/empurr%C3%A3o-para-a-universidade-1.694389

Veja também...

Brasil continuará incomodando países concorrentes no agronegócio, diz ministra – Economia

[ad_1] A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, disse nesta segunda-feira, 11, em Não-me-Toque (RS), onde …

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.