sexta-feira, 15 novembro 2019
Início / Conteúdo / Em busca da muralha – Esporte

Em busca da muralha – Esporte

[ad_1]

Nas últimas duas edições do Campeonato Brasileiro, a defesa do Atlético sofreu 92 gols, média de 1,21 por partida. Este é um número negativo que faz a diretoria alvinegra traçar reforços para a zaga como meta prioritária neste mercado da bola.

Ontem, o Galo avançou nas tratativas com o Botafogo para contratar Igor Rabello, que interessa também ao Flamengo, que busca um zagueiro.

Em outra negociação, o Atlético espera bater o martelo na volta de Réver ao clube após cinco anos. É justamente a saída do jogador do Flamengo que faz o clube carioca ir ao mercado em busca de um zagueiro.

Sobre o defensor do Botafogo, o presidente Sérgio Sette Câmara conversa diretamente com o colega mandatário da Estrela Solitária, Nelson Mufarrej.

A reportagem apurou que o Galo ofereceu R$ 12 milhões, mas o Botafogo fez uma contraproposta na casa dos R$ 15 milhões e com mais dois empréstimos gratuitos de atletas do elenco atleticano – um deles seria o volante Lucas Cândido. Réver, por sua vez, já tem liberação do Internacional para se acertar com o Atlético.

“São situações que a gente tem trabalhado com tranquilidade. Não quero adiantar nada até não estar sacramentado. São grandes atletas, como tantos outros que temos monitorado. Atletas que podem reforçar o nosso time para uma temporada importantíssima de mata-mata da Libertadores”, disse o diretor de futebol Marques à Rádio 98FM.

Quem deve seguir o caminho oposto é Gabriel. O Atlético já não contará com Juninho, emprestado pelo Palmeiras. E o prata da casa deve ser colocado à disposição para empréstimo. O uruguaio Martin Rea, por sua vez, tinha a porta entreaberta para dizer adeus ao Galo sem nem ter jogado pelo clube. Mas o presidente do Danubio, rival do Atlético na Libertadores, afirmou desconhecer a volta prematura do defensor que tem contrato por empréstimo até junho de 2019.

Presença garantida na próxima temporada é Leonardo Silva. Ele negocia contrato até junho para, depois, seguir no clube com as chuteiras penduradas. O empresário de Léo, Oldegard Filho, confirmou que as negociações já chegaram ao denominador comum sobre o prazo do novo vínculo. O atual termina este mês e o novo terá seis meses de duração.

“Foi passado ao Léo uma ideia de continuidade, de seguimento de sua carreira em outro estágio dentro do clube. Estamos aguardando questões burocráticas para ter o Léo por mais um período e, na frente, dar continuidade a ele no clube em outro campo de trabalho”, completou Marques.

[ad_2]
Click aqui e acesse o artigo original
https://onorte.net/esporte/em-busca-da-muralha-1.680965

Veja também...

Brasil continuará incomodando países concorrentes no agronegócio, diz ministra – Economia

[ad_1] A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, disse nesta segunda-feira, 11, em Não-me-Toque (RS), onde …

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.