domingo, 20 outubro 2019
Início / Conteúdo / Ela vai do pop ao erudito – Cultura

Ela vai do pop ao erudito – Cultura

[ad_1]

Cantora e compositora, a montes-clarense Leila Britto celebra 26 anos de carreira, marcada pela dedicação tanto o gênero popular quanto ao erudito. Um dos destaques na trajetória da artista é o CD “Forró Internacional”, produzido por Téo Azevedo, em 2004, que reúne clássicos da música internacional em ritmo de forró, além do CD “Feitiço”, trabalho autoral do compositor Aristônio Canela, produzido em 2012.

A carreira de Leila é marcada também pela participação em diversos trabalhos de repercussão nacional, além de apresentações em programas de TV.

Aos 39 anos, Leila Britto é graduada em artes-música pela Unimontes, fez especialização em psicopedagogia clínica e institucional. Além de se dedicar à música, é coach em negócios e produtora artística, musical e cultural.

De família extremamente musical, Leila cresceu em um ambiente recheado de canções da cultura popular dos ternos de folia de reis e pastorinhas. “Principalmente minha avó Edite e meus tios Guilherme (in memoriam) e José dos Reis. Também faziam parte de minha infância as músicas sertanejas de diversos artistas da época”, conta.

 

Quem são seus ídolos?

Minha avó Edite, meus tios Guilherme e Zé dos Reis, Xuxa, Tico Tico e Beija Flor. Na adolescência, Michael Jackson, Madonna, Gal Costa, Frank Sinatra, Elis Regina, Engenheiros do Hawai, Alexandre Pires, Pink Floid, Fred Mercury, Barbra Streisand, Edson Luiz (in memoriam); Geraldo (Guega), Newton Borborema e Betinho (ambos in memoriam).

 

Você atuou na Banda MC5 na década de 1990 . Fale um pouco sobre esse tempo.

Em nossa cidade participei de shows diversos por oito anos consecutivos como cantora da Banda MC5. Estava com 15 anos. Foi minha primeira experiência em banda de baile, sob a direção do músico guitarrista e proprietário Newton Borborema (in memoriam). Fui muito influenciada pelo tecladista Betinho (in memoriam), além de Geraldo (contrabaixista). Atuei em outras bandas e participei de aberturas de artistas famosos como Daniel, Waldick Soriano, Tiririca, Leandro e Leonardo, Rosana, Engenheiros do Hawai, entre outros.

 

E os festivais?

Foram muitos, de 2010 a 2015, onde participei do Festival de Música Canta Minas, o Festifor, em Formiga, o Fenac, Festival Nacional de Inverno da Música Brasileira, em Paracatu, Festivais de Ibotirama, na Bahia, do Femupo, em Barueri, São Paulo, entre outros, além de muitos projetos educacionais, artísticos, musicais e culturais. Quero também fazer parceria com os cantores de Montes Claros para lançarmos um CD e show coletivo.

LEILAPORLEILA

Sonho


Nossa empresa Cotovia Art/Educa. Sonho também em uma casa para acolher idosos

 

Cuidado com a voz

Mantenho uma rotina de cuidados constantes com minha saúde e espírito.

 

Música

“Força Estranha” (Caetano Veloso)

 

Montes Claros

Fortaleza: família e amigos

 

Canto

Minha essência

 

Show:

MC5

 

O que te traz calma

Presença de animais e o cantar dos pássaros

 

Parceria

Gratidão por todas elas

 

Noite ou dia

Madrugada

 

Se não fosse cantora

Seria médica, cozinheira/cuidadora do lar, cuidadora de idosos

[ad_2]
Click aqui e acesse o artigo original
https://onorte.net/cultura/ela-vai-do-pop-ao-erudito-1.695475

Veja também...

Brasil continuará incomodando países concorrentes no agronegócio, diz ministra – Economia

[ad_1] A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, disse nesta segunda-feira, 11, em Não-me-Toque (RS), onde …

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.