domingo, 13 outubro 2019
Início / Conteúdo / Drogas fora da folia – Minas do Norte

Drogas fora da folia – Minas do Norte

[ad_1]

O tráfico de drogas é um dos crimes mais registrados nas cidades do Norte de Minas, principalmente envolvendo pequenos traficantes, conhecidos como “aviõezinhos”, que são aqueles que vendem poucas quantidades para não chamar a atenção das autoridades. Porém, desde janeiro, é perceptível o aumento no número de apreensões de entorpecentes na região – algumas em maior volume.

De acordo com o major da PM Giovane Rodrigues, no período próximo ao Carnaval a circulação de entorpecente aumenta. “Neste cenário, os traficantes tendem a querer aproveitar, e como a Polícia Militar está vigilante, se opondo a essa prática criminosa, o resultado são mais ocorrências e apreensões”, afirma o major. 

As drogas mais comercializadas na região são a maconha e o crack, por serem de menor valor. O militar destaca que o crack e a cocaína, também vendidos nas cidades norte-mineiras, têm origem de outros países da América do Sul, como Bolívia, Colômbia e Equador.

Mas que capitais do São Paulo e do Nordeste do país produzem refino. Já a maconha vem de fabricantes do Paraguai e de cidades nordestinas. Normalmente a erva chega prensada, tablete, formato de cigarro ou buchas.

“Há uma íntima relação entre as drogas e momentos de maiores deleites sociais. No Carnaval não é diferente. Como o grande consumo de bebidas alcoólicas, a festa também motiva certos excessos, como o uso de drogas para usuários contumazes”, ressalta o major. 

Durante o período de Carnaval, as fiscalizações e blitze são mais constantes com objetivo de coibir o uso de drogas e a combinação de álcool e direção. Além disso, as polícias rodoviárias Militar e Federal se unem para atuar contra o tráfico de drogas nas estradas.

Em 14 de fevereiro, foram apreendidos 300 quilos de maconha em Curvelo. Na cidade, a polícia apreendeu ainda 100 barras da mesma droga.

Apesar de ter mulheres envolvidas no tráfico, o militar afirma que os homens são predominantes neste crime. Os “aviõezinhos”, geralmente, são jovens de baixa renda. Os grandes traficantes também, em sua maioria, são do sexo masculino, porém mais velhos e com condições econômicas melhores.

 

PONTOS

O major pontua que a maior comercialização de entorpecentes, durante o Carnaval, se direciona aos locais próximos de festa, como os blocos. Giovani ainda destaca que a Polícia Militar montará uma estratégia de atuação especialmente para o Carnaval, com intuito de reprimir o uso e tráfico de drogas. O cronograma da ação será divulgado no fim desta semana. 

O tráfico de drogas é um crime que possui diferentes penas: para quem transporta uma quantidade considerada para consumo próprio ou para quem produz e comercializa. Caso o réu seja primário, pode pagar fiança e reponde o processo em liberdade.

 

[ad_2]
Click aqui e acesse o artigo original
https://onorte.net/minas-do-norte/drogas-fora-da-folia-1.696609

Veja também...

Brasil continuará incomodando países concorrentes no agronegócio, diz ministra – Economia

[ad_1] A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, disse nesta segunda-feira, 11, em Não-me-Toque (RS), onde …

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.