segunda-feira, 21 outubro 2019
Início / Conteúdo / Difícil sucessão na liderança da Amams

Difícil sucessão na liderança da Amams

[ad_1]

A sucessão na presidência da Associação dos Municípios da Área Mineira da Sudene (Amams) gerou conflitos no Norte de Minas. José Reis renunciou ao cargo para disputar as próximas eleições e quem deve assumir é o prefeito de Januária, Marcelo Félix.

Com a divulgação da renúncia, houve divergências e especulações dentro da Amams. De acordo com o estatuto da instituição, quem deveria ocupar a vaga de José Reis seria o primeiro vice-presidente, cargo ocupado por Anderson Braga, prefeito de Buritizeiro, até novembro de 2017, quando ele morreu. Com a morte de Braga, a cadeira da presidência da Amams seria destinada ao segundo vice-presidente, o prefeito de Januária, Marcelo Félix.

A decisão, no entanto, não agradou ao atual prefeito de Buritizeiro, Jorge Humberto Rodrigues, que reivindicou a vaga de presidente. Segundo Rodrigues, como ele era o vice-prefeito de Buritizeiro, o correto seria também ser o substituto da vaga de primeiro vice-presidente da Amams. 

Segundo o regimento interno da instituição, porém, a substituição da presidência é por município. José Reis também renunciou ao cargo de prefeito da cidade de Bonito de Minas, dando lugar para o vice, José Pedro Pires.

Ele ficou à frente da Amams por um ano e quatro meses. Outra mudança do político é a troca de partido. Deixou o PPS e foi para o Partido Humanista da Solidariedade (PHS). 

“A experiência na Amams foi de extrema importância para o meu crescimento pessoal e profissional. Tive a oportunidade de conhecer a realidade do povo norte-mineiro e suas principais necessidades, percebi o quanto nossa região é esquecida pela União em criação de medidas políticas para sociedade”, disse José Reis. 

NOVA PRESIDÊNCIA

Marcelo Félix, atual prefeito de Januária, ainda não foi comunicado oficialmente para assumir a cadeira de presidente da Associação dos Municípios da Área Mineira da Sudene. 

Pelo regimento, quem assumir deve ficar no cargo até o fim deste ano, quando ocorrerá nova eleição. Os outros integrantes da mesa da presidência, o primeiro vice-presidente e o segundo, serão nomeados por meio de uma reunião do conselho. 

“É minha primeira vez na política. Pretendo dar continuidade ao trabalho de José Reis com muita responsabilidade e compromisso”, pontuou Marcelo Félix. 


 

[ad_2]
Click aqui e acesse o artigo original
http://onorte.net/pol%C3%ADtica/dif%C3%ADcil-sucess%C3%A3o-na-lideran%C3%A7a-da-amams-1.612588

Veja também...

Brasil continuará incomodando países concorrentes no agronegócio, diz ministra – Economia

[ad_1] A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, disse nesta segunda-feira, 11, em Não-me-Toque (RS), onde …

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.