segunda-feira, 14 outubro 2019
Início / Conteúdo / Desafios no Maraca

Desafios no Maraca

[ad_1]

Dos 372 jogos que fez pelo Atlético, desde 2012, em 15 deles o goleiro Victor teve pela frente o Flamengo, adversário do próximo domingo, às 16h, no Maracanã. No duelo, válido pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro, inclusive, ele pode igualar a disputa pessoal com o rival.

Vencedor em seis partidas, Victor deixou o campo com outros dois empates e sete derrotas quando encarou o rubro-negro carioca. No primeiro turno, o Urubu levou a melhor e arrancou um triunfo por 1 a 0 na Arena Independência.

“No domingo, temos uma decisão contra o Flamengo, um time que tradicionalmente é um rival, um clássico. Então, é com esse espírito que temos que entrar em campo. São 13 jogos e precisamos procurar fazer o maior número possível de pontos para almejar grandes objetivos no final do Brasileiro”, comenta o camisa 1 do Atlético.

“O grande segredo para ter sucesso é conseguir manter a regularidade e encarar cada jogo como uma decisão. É viver cada jogo. Não adianta pensar nas últimas rodadas se, até lá, você não fizer a sua parte. Temos que controlar essa ansiedade, esse excesso de pressão que, às vezes, acontece. Transformar isso em motivação e desejo de vitórias”, acrescenta.

Quarto colocado, com 45 pontos, o Flamengo soma três a mais que o Atlético, sexto colocado na competição mais importante do país.
 
DUELO DOS TÉCNICOS
Aniversariantes do mês, os técnicos Maurício Barbieri (30/9) e Thiago Larghi (27/9), comandarão o rubro-negro carioca e o alvinegro mineiro, respectivamente, e buscarão a vitória para fazer as pazes com os torcedores.

Com 45 jogos completados como treinador do Galo, Thiago Larghi soma 22 vitórias, 11 empates e 12 derrotas. Interino até a parada para a Copa do Mundo, o carioca, de 37 anos, ainda é alvo da desconfiança de parte do torcedor atleticano, mesmo com a boa campanha na Série A. Nas redes sociais, principalmente, ele está longe de ser unanimidade. As reclamações aumentaram após o empate sem gols com o Cruzeiro, que pôs em campo a equipe reserva no último final de semana.

Barbieri, por sua vez, balança no cargo e, mesmo garantido pela diretoria, parece não ter mais clima no clube de maior torcida do país. Um ano mais novo que Larghi, ele pode perder o emprego caso não consiga vencer no fim de semana. A eliminação na Libertadores e o empate sem gols com o Corinthians nas semifinais da Copa do Brasil pesaram bastante para o clima de apreensão.

[ad_2]
Click aqui e acesse o artigo original
http://onorte.net/esporte/desafios-no-maraca-1.657277

Veja também...

Brasil continuará incomodando países concorrentes no agronegócio, diz ministra – Economia

[ad_1] A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, disse nesta segunda-feira, 11, em Não-me-Toque (RS), onde …

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.