quinta-feira, 24 outubro 2019
Início / Conteúdo / Defesa entra com novo recurso no STF para que ex-presidente Lula deixe a prisão

Defesa entra com novo recurso no STF para que ex-presidente Lula deixe a prisão

[ad_1]

A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva entrou há pouco com novo recurso no Supremo Tribunal Federal (STF) para anular o mandado de prisão expedido pelo juiz federal Sérgio Moro. No recurso, os advogados pedem que Lula aguarde em liberdade o fim dos recursos da condenação na ação penal do tríplex do Guarujá (SP).

Lula está preso desde o último sábado (7), na sede da Polícia Federal em Curitiba. Ele cumpre penade 12 anos e um mês de prisão, a que foi condenado pelo Tribunal Federal de Recursos da 4ª Regão (TRF4), por corrupção e lavagem de dinheiro. Este é o segundo recurso que a defesa do ex-presidente apresenta à Corte desde que Lula teve a prisão decretada, no dia 5 de abril.

No recurso, o advogado Sepúlveda Pertence, ministro aposentado do STF, sustenta que a decisão do TRF4 que autorizou o juiz Sérgio Moro a decretar a prisão de Lula é ilegal. Para Pertence, o tribunal extrapolou o que foi decidido na Corte quando do julgamento das ações que permitiram a prisão após o fim dos recursos na segunda instância da Justiça.

Leia mais:

Comissão de Direitos Humanos do Senado vai à cela de Lula no dia 17

Ciro pede para visitar Lula na cadeia

Lula recebe primeira visita na carceragem da Polícia Federal em Curitiba

Bispo que presidiu ato com Lula em sindicato diz que aceitaria convite de novo


 

[ad_2]
Click aqui e acesse o artigo original
http://hojeemdia.com.br/primeiro-plano/defesa-entra-com-novo-recurso-no-stf-para-que-ex-presidente-lula-deixe-a-pris%C3%A3o-1.613387

Veja também...

Brasil continuará incomodando países concorrentes no agronegócio, diz ministra – Economia

[ad_1] A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, disse nesta segunda-feira, 11, em Não-me-Toque (RS), onde …

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.