quarta-feira, 23 outubro 2019
Início / Conteúdo / Conselho Monetário prorroga operações de crédito para produtores rurais de Brumadinho – Horizontes

Conselho Monetário prorroga operações de crédito para produtores rurais de Brumadinho – Horizontes

[ad_1]

Os produtores rurais e os agricultores familiares de regiões atingidas pelo rompimento da barragem da mineradora Vale, em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, ficarão seis meses sem pagar parcelas do crédito rural. O Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou nesta quinta-feira (7) a prorrogação do vencimento das operações para o início de julho.

Com a medida, as parcelas que vencem entre janeiro e julho poderão ser pagas até 1º de julho. Segundo o Ministério da Economia, o adiamento tem como objetivo evitar que os produtores afetados pela tragédia de Brumadinho entrem em situação de inadimplência e ganhem tempo adicional para regularizar a situação com a instituição financeira.

Terão direito à prorrogação somente os produtores que conseguirem comprovar, por meio de laudos de entidades oficiais, que foram prejudicados pelo colapso da barragem número 1 da Mina Córrego do Feijão. De acordo com o Ministério da Economia, a medida beneficiará 2.750 operações de crédito, das quais cerca de 60% foram feitas por agricultores familiares.

O adiamento abrange parcelas que vencem entre 25 de janeiro, dia do rompimento da barragem, e 30 de junho deste ano.

Leia mais:

Moody’s reduz grau de investimento da Vale após tragédia em Brumadinho

Igam define critérios para segurança de barragens de água em Minas

Brumadinho: deputados questionam órgãos fiscalizadores de barragens

[ad_2]
Click aqui e acesse o artigo original
https://www.hojeemdia.com.br/horizontes/conselho-monet%C3%A1rio-prorroga-opera%C3%A7%C3%B5es-de-cr%C3%A9dito-para-produtores-rurais-de-brumadinho-1.697154

Veja também...

Brasil continuará incomodando países concorrentes no agronegócio, diz ministra – Economia

[ad_1] A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, disse nesta segunda-feira, 11, em Não-me-Toque (RS), onde …

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.