domingo, 20 outubro 2019
Início / Conteúdo / Cobrança em debate

Cobrança em debate

[ad_1]

A organização de parte da feira do bairro São José afirma que a cobrança realizada para que os feirantes participem do evento é legal e que foi acordada com os barraqueiros.

Depois de reportagem de “O Norte”, que revelou a insatisfação dos feirantes em relação a algumas situações pontuais, Rita Cristina Costa, uma das coordenadoras, procurou a reportagem para explicar a situação.

“Não tem taxa. Temos rateio, de R$ 10 a R$ 15 reais, dependendo do setor, para pagar a montagem das barracas e garantir os shows realizados no local. Está tudo registrado em ata”, defendeu.

Sobre a possibilidade de participação de quem não concorda com a cobrança, já que se trata de espaço público, Rita disse: “Não vetamos ninguém, mas se todo mundo está usufruindo do marketing e dos shows é justo contribuir. Estamos dando emprego e renda e fazendo o papel que é de políticos”, afirmou ela, sobre a prefeitura não assumir a responsabilidade de conduzir a feira.

Ela citou a feira do bairro Major Prates, que acontece nos mesmos moldes. Entretanto, segundo Rita Costa, é cobrado o valor entre R$ 5 a R$ 7 e o dinheiro é repassado aos que montam as barracas.

No Major Prates, as barracas são padronizadas, ao contrário do São José, que de acordo com Rita Costa, não são padronizadas.

arquivo pessoal

Feira – Taxa para pagar shows

[ad_2]
Click aqui e acesse o artigo original
http://onorte.net/montes-claros/cobran%C3%A7a-em-debate-1.610460

Veja também...

Brasil continuará incomodando países concorrentes no agronegócio, diz ministra – Economia

[ad_1] A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, disse nesta segunda-feira, 11, em Não-me-Toque (RS), onde …

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.