terça-feira, 12 novembro 2019
Início / Conteúdo / Caso Coaf Bolsonaro: Fabrício Queiroz: “Eu não sou laranja. Por mim, já teria ido depor há muito tempo” | Brasil

Caso Coaf Bolsonaro: Fabrício Queiroz: “Eu não sou laranja. Por mim, já teria ido depor há muito tempo” | Brasil

[ad_1]

Depois de faltar a quatro convocações do Ministério Público para depor sobre as movimentações suspeitas em sua conta corrente constatadas em um relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (COAF), o motorista Fabrício Queiroz, ex-chefe de segurança de Flávio Bolsonaro, reapareceu nesta quarta-feira em uma entrevista concedida ao SBT. Ele afirma que problemas de saúde, incluindo o diagnóstico de um câncer maligno no intestino, o teriam impedido de comparecer à sede do MP no Rio de Janeiro para esclarecer os fatos.

Ao longo de 22 minutos de entrevista, Queiroz afirmou ser inocente com frases curtas e incisivas: “Eu não sou laranja”, “Eu não sou bandido”, “A conta é minha”, “Não estou fugindo”. Porém, ele se reservou ao direito de detalhar os depósitos atípicos, sobretudo o de 24.000 reais realizado na conta da futura primeira-dama, Michelle Bolsonaro, apenas quando for depor ao Ministério Público. “Esse mérito de dinheiro eu quero explicar ao MP”, disse.

[ad_2]
Click aqui e acesse o artigo original
https://brasil.elpais.com/brasil/2018/12/27/politica/1545866037_984133.html#?ref=rss&format=simple&link=link

Veja também...

Brasil continuará incomodando países concorrentes no agronegócio, diz ministra – Economia

[ad_1] A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, disse nesta segunda-feira, 11, em Não-me-Toque (RS), onde …

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.