quinta-feira, 17 outubro 2019
Início / Conteúdo / Carnaval 2019 será o maior da história de BH e terá cobertura especial do Hoje em Dia – Horizontes

Carnaval 2019 será o maior da história de BH e terá cobertura especial do Hoje em Dia – Horizontes

[ad_1]

É como se cada morador de BH trouxesse um conhecido de fora para curtir o fenômeno que se tornou a festa de Momo na cidade. O Carnaval na capital, em 2019, deve ser o maior de todos os tempos, com expectativa de receber 4,6 milhões de foliões – o dobro da população da metrópole. 

Quem vier para o município pode se programar para escolher quais dos 515 blocos irá acompanhar nos dias de festejos. Com tanta opção, fica até difícil decidir.

Para ajudar e mostrar o que a folia tem de melhor, o Hoje em Dia traz aos leitores uma cobertura especial sobre a festa que mais cresce na cidade. A ideia é que todo mundo esteja #DeBoaNoCarnaval. Fotos, vídeos e depoimentos podem ser conferidos no portal hojeemdia.com.br e nas redes sociais.

Além de mostrar a beleza da festa na metrópole, o material abrange os principais problemas relatados por quem curte a festa e dá dicas de como passar o feriado “de boa”.

Estrutura

O crescimento da folia em BH se refletiu na maior demanda por serviços públicos. Inclusive, claro, por banheiros, para minimizar um dos principais estraga-prazeres da folia: o xixi por todo lado. 

“É um cheiro insuportável que fica impregnado, sem contar que nos atrapalha a curtir com a família inteira, porque é muito marmanjo urinando no meio dos blocos”, reclama o professor Júlio Christino, de 49 anos.

Também há quem queira usar o banheiro, mas diz não ter opção. “As mulheres sofrem, falta banheiro. Às vezes ficamos mais de uma hora esperando para achar um lugar para usar”, comenta a estudante Rafaela Veloso, de 22.

Segundo a Prefeitura de Belo Horizonte, mais de 15 mil banheiros químicos – entre fixos, móveis e para pessoas com deficiência – serão instalados nos locais de maior concentração de foliões em 2019.

Diretor-presidente interino da Belotur, Gilberto Castro explica que houve acréscimo na quantidade de estruturas fixas. “Também colocamos mais pessoas na limpeza das cabines e, nas áreas com blocos próximos uns dos outros, vamos concentrar mais banheiros para não haver problema na oferta”. O recolhimento da urina será feito na madrugada.

O volume de lixo nas ruas também gera insatisfação entre os moradores. No ano passado, cerca de 1,5 tonelada de resíduos foi coletada pela Superintendência de Limpeza Urbana (SLU) só nos quatro dias de folia.

Neste ano, pela primeira vez, cerca de 130 catadores vão circular por 12 blocos recolhendo materiais recicláveis. Além disso, 16 pontos de coleta de vasilhames de vidro serão espalhados pela área central, para o descarte do material.

Tecnologia será aliada ao policiamento, destaca PM

Em meio a um “mar de gente” há quem se aproveite para praticar crimes. Furto, roubo e assédio – campeão de reclamações entre as mulheres – são comuns. Para dar segurança ao folião, um posto de comando, em funcionamento 24 horas por dia, vai monitorar a metrópole por meio de 1.400 câmeras do Olho Vivo.

O efetivo da PM será o mesmo empenhado em 2018: 8,5 mil agentes. Comandante de Policiamento da Capital (CPC), o coronel Anderson Oliveira afirma que, neste ano, o foco é agregar tecnologia ao policiamento, visando a otimizá-lo.

“Vamos utilizar o videomonitoramento, as plataformas de observação, atentos a qualquer movimentação estranha, a ações de infratores aproveitando-se do anonimato e atuação de pessoas que vão para cometer pequenos delitos”, explica o militar.

Ainda dentro da estratégia de segurança para a folia, das 10h às 4h, equipes compostas por guardas municipais, agentes da BHTrans, fiscais da prefeitura e policiais militares vão circular pelas ruas. Eles estarão em duplas.

As iniciativas refletem em esperança para os foliões aproveitarem uma festa mais segura. “Curto o Carnaval em BH há uns cinco anos. A festa cresceu, mas sentimos insegurança com os homens nos tocando, sendo inconvenientes”, reclamou a historiadora Paula de Souza Pimenta, de 29 anos.

Leia mais:

Pernas bem cuidadas podem evitar que a folia termine antes do previsto

Gilberto Carvalho, interino da Belotur, destaca organização para a maior folia de todos os tempos

PM dá dicas para evitar assaltos no Carnaval de Belo Horizonte; confira!

[ad_2]
Click aqui e acesse o artigo original
https://www.hojeemdia.com.br/horizontes/carnaval-2019-ser%C3%A1-o-maior-da-hist%C3%B3ria-de-bh-e-ter%C3%A1-cobertura-especial-do-hoje-em-dia-1.696394

Veja também...

Brasil continuará incomodando países concorrentes no agronegócio, diz ministra – Economia

[ad_1] A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, disse nesta segunda-feira, 11, em Não-me-Toque (RS), onde …

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.