quinta-feira, 17 outubro 2019
Início / Conteúdo / Câmera em carro de autoescola pode aumentar custo da aprendizagem em R$ 100

Câmera em carro de autoescola pode aumentar custo da aprendizagem em R$ 100

[ad_1]

Câmeras, aparelho para registro de biometria, tablet e sistema de telemetria, que monitora as ações do candidato a uma carteira de habilitação. O aparato capaz de evitar fraudes e dar mais transparência às aulas e exames de direção em Minas deverá ser instalado pelas autoescolas até a primeira semana de agosto.

O prazo de 120 dias foi informado ontem pelo Departamento de Trânsito de Minas Gerais (Detran-MG). O órgão estima que cada aula ficará entre R$ 5 e R$ 8 mais cara, um acréscimo de pelo menos R$ 100 em todo o processo de aprendizagem. Os centros de formação de condutores, no entanto, não confirmam.

Um projeto-piloto será implantado em Nova Lima, na Grande BH, em até 15 dias. Os exames de rua para a obtenção da carteira em outras categorias, como motos e caminhões, também receberão o sistema, gradativamente. O Detran, no entanto, não detalhou as próximas mudanças.

As autoescolas terão até o fim de maio para fechar um contrato com a empresa que fornecerá o equipamento, por meio de empréstimo. Até o momento, duas firmas – uma do Espírito Santo e outra do Recife – estão credenciadas a atender os centros de formação Segundo o Detran, outras ainda poderão obter a licença.

Conforme o diretor-geral do órgão, delegado Carlos Monteiro, o videomonitoramento e a telemetria foram motivados pela necessidade de reduzir os acidentes de trânsito. “Essa inovação traz mais eficiência e capacitação ao aluno”.

Monteiro lembrou que a telemetria será capaz de monitorar, por exemplo, o cinto de segurança, ajustes de retrovisores e as setas do veículo. Alunos que se sentirem prejudicados durante as aulas ou exame de rua poderão recorrer às imagens gravadas.

“Cada avaliação é uma, mas há sim a possibilidade de mudança de resultado ou mesmo de marcação de novo exame”, frisa o chefe do Detran. Os instrutores e examinadores que forem flagrados após cometer irregularidades serão punidos e podem até ser proibidos de exercer a função.

Um projeto-piloto será implantado em Nova Lima, na Grande BH, em até 15 dias; em BH, o sistema começa em maio

Preocupação

Em nota, o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) reforçou que avalia com “preocupação” o videomonitoramento e que os Detrans serão convocados para explicar as diretrizes utilizadas. O órgão de Minas informou que segue uma portaria nacional.

Ainda conforme o Detran-MG, toda a frota das autoescolas deverá contar com o sistema. A reportagem do Hoje em Dia tentou contato com o Sindicato dos Proprietários de Centros de Formação de Condutores de Minas Gerais (Siprocfc-MG), mas ninguém foi localizado até o fechamento desta edição.

Editoria de Arte

Autoescola sistema monitoramento

[ad_2]
Click aqui e acesse o artigo original
http://hojeemdia.com.br/horizontes/c%C3%A2mera-em-carro-de-autoescola-pode-aumentar-custo-da-aprendizagem-em-r-100-1.610741

Veja também...

Brasil continuará incomodando países concorrentes no agronegócio, diz ministra – Economia

[ad_1] A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, disse nesta segunda-feira, 11, em Não-me-Toque (RS), onde …

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.