quarta-feira, 20 novembro 2019
Início / Capa / Boato sobre água contaminada com bactéria assusta população

Boato sobre água contaminada com bactéria assusta população

Uma mensagem que se espalhou nas redes sociais desde a última sexta-feira (13) levou pânico para moradores de várias cidades da região metropolitana de Belo Horizonte. O texto em tom alarmista afirma que uma bactéria resistente teria infectado a água fornecida pela Copasa para cidades como Contagem, Betim, Mateus Leme e região.

“A Copasa veio aqui recolher amostra da água do poço e deu contaminação. Eles estavam nos dizendo que a barragem e o complexo de Mateus Leme (que fornece água pra Betim) também estão contaminados. Inclusive eles fecharam o fornecimento quinta e sexta para novos testes. Uma bactéria resistente”, diz a mensagem.

Em seguida, o texto diz que, com os níveis baixos da represa, a Copasa teria tratado a água como rotina. “Porém, após mais de 300 casos de uma virose, eles foram acionados e estão fazendo as análises. Foi comprovado que todo o abastecimento de água na cidade está contaminada. Betim, Contagem, Mateus Leme e região. Evitar ao máximo tomar a água sem a filtrar ou mesmo ferver”, dizia uma das várias versões da mensagem.

Segundo uma moradora de Contagem que não quis ser identificada, o medo se instaurou entre os moradores. “Desde então eu estou fervendo a água que toda a minha família consome, sei que pode ser boato, mas por via das dúvidas achei melhor fazer isso”, conta.

Procurada pela reportagem de O TEMPO, a Copasa informou que as informações sobre bactéria na água destas cidades são apenas boatos. “A Companhia reafirma que a água distribuída nestas cidades atende aos padrões de potabilidade estabelecido pela Portaria 2914/11, do Ministério da Saúde”, conclui a nota divulgada.

 Com informações do O Tempo.

Veja também...

Clima de deserto; calor em Minas Gerais bate recorde

O tempo seco bate recorde em Belo Horizonte, o clima de deserto domina regiões do estado e o fantasma …

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.