terça-feira, 22 outubro 2019
Início / Conteúdo / Belo Horizonte recebe concerto do cravista francês Olivier Baumont – Almanaque

Belo Horizonte recebe concerto do cravista francês Olivier Baumont – Almanaque

[ad_1]

Em turnê pelo Brasil, chega a Belo Horizonte, no próximo sábado (29), às 20hs, na Fundação de Educação Artística – FEA, o concerto do cravista francês, Olivier Baumont. O evento é uma realização da Embaixada Francesa no Brasil, por meio do Serviço de Cooperação e Ação Cultural para o Estado de Minas Gerais.

Em sua segunda apresentação, vindo de Brasília, Olivier Baumont traz em seu repertório obras barrocas dos renomados compositores François Couperin, Johann Sebastian Bach e Domenico Scarlatti. Após, segue para o Rio de Janeiro, onde faz sua última apresentação da turnê.

No dia 30, domingo, no mesmo local, o cravista realiza ainda uma Master Classe, das 13h30 às 18h, para instrumentistas especializados ou pessoas que tenham interesse em música barroca, mediante seleção antecipada

O concerto tem entrada gratuita, sujeita a lotação do espaço. Informações: 3226-6866.

Cravista

Primeiro prêmio, por unanimidade de cravo e de música de câmara pelo Conservatório Nacional Superior de Música e de Dança de Paris, Olivier Baumont estudou com Huguette Dreyfus e Kenneth Gilbert. Foi convidado pelo grande cravista holandês, Gustav Leonhardt, para participar de vários cursos de interpretação em Colônia (Alemanha). Baumont é regularmente convidado pelos principais festivais franceses e estrangeiros, sendo solicitado em numerosas emissoras de rádio e de televisão (France-Musique, France-Culture, BBC, etc).

Em parceria com renomados artistas do teatro, reconstruiu a comédie-ballet “Le Mariage forcé”, de Molière e Lully, na qual realiza a música no cravo (em turnê na França e na Suíça). Em 2001, adaptou “Le Neveu de Rameau”, de Diderot, que até os dias de hoje faz grande sucesso em salas lotadas.

Em 2014, Olivier Baumont promoveu a execução da obra integral para cravo de J.S.Bach, realizada na Cité de la Musique, em Paris, consistindo em um ciclo de 20 concertos. Este encontro internacional, único, ocorreu em março de 2014. Internacionalmente conhecido, é também professor do Conservatório Nacional Superior de Música e de Dança de Paris.

Recital

François Couperin (1668-1733)

Treizième Ordre en si mineur (Paris, 1722)

– Les Lis naissans

– Les Rozeaux

– L’Engageante

– Les Folies françoises ou les Dominos

– L’Âme en peine

Johann Sebastian Bach (1685-1750)

Suite en mi mineur « aufs Lautenwerck » (BWV 996) :

– Praeludio : Passagio – Presto

– Allemande

– Courante

– Sarabande

– Bourrée

– Giga

Domenico Scarlatti (1685-1757)

Six sonates

– Fa majeur, Andante (K. 274)

– Fa majeur, Allegro (K. 275)

– Ré mineur, Gavota, Allegro (K. 64)

– La mineur, Allegro (K. 36)

– Mi mineur, Andante (K. 232)

– Mi mineur, Allegro (K. 233)

 

François Couperin (1668-1733)

Six pièces du Dix-Huitième Ordre en fa mineur/majeur (Paris, 1722)

– Allemande, La Verneüil

– La Verneüilléte

– Sœur Monique

– Le Turbulent

– L’Attendrissante

– Le Tit-Toc-Choc ou les Maillotins

 

Serviço:

Concerto Cravista Francês Olivier Baumont

Data:
29 de setembro de 2018

Horário: 20 horas

Local: Fundação de Educação Artística. Rua Gonçalves Dias, 230, Funcionários.

Informações: 3226-6866

Ficha Técnica

Cravista: Olivier Baumont

Foto: Frederic Guy

Produção: Janine Avelar e Robson Bessa

Assessoria de Imprensa: Glenda Souza

Realização: Embaixada Francesa no Brasil, por meio do Serviço de Cooperação e Ação Cultural para o Estado de Minas Gerais.

[ad_2]
Click aqui e acesse o artigo original
https://www.hojeemdia.com.br/almanaque/belo-horizonte-recebe-concerto-do-cravista-franc%C3%AAs-olivier-baumont-1.659308

Veja também...

Brasil continuará incomodando países concorrentes no agronegócio, diz ministra – Economia

[ad_1] A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, disse nesta segunda-feira, 11, em Não-me-Toque (RS), onde …

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.