sábado, 19 outubro 2019
Início / Conteúdo / Após 43 anos, Cruzeiro reencontra o Vasco, seu primeiro rival brasileiro na Libertadores

Após 43 anos, Cruzeiro reencontra o Vasco, seu primeiro rival brasileiro na Libertadores

[ad_1]

A partida entre Cruzeiro e Vasco pela segunda rodada do Grupo 5 da Copa Libertadores, nesta quarta-feira (4), marca um fato histórico. O clube cruzmaltino foi o primeiro adversário brasileiro do time celeste na competição continental. E desde esse encontro entre mineiros e cariocas, em 1975, essa será a segunda vez que a Raposa ficará frente a frente com o time de São Januário no torneio.

No dia 23 de fevereiro de 1975 o Cruzeiro recebeu o Vasco no Mineirão pela primeira fase da Libertadores e venceu por 3 a 2, triunfo dramático alcançado aos 45 minutos do segundo tempo, quando Nelinho marcou o gol da vitória de pênalti. Os outros dois gols da Raposa foram marcados por Palhinha, com Jair Pereira e Roberto Dinamite descontando para os vascaínos.

O Jornal do Brasil no dia posterior ao jogo publicou reportagem sobre a vitória cruzeirense. “Gol de pênalti no fim derrota o Vasco em Minas” era o título da matéria, que relatava uma vitória dramática pela interferência da arbitragem.

“O Cruzeiro obteve dramática vitória sobre o Vasco da Gama ontem à tarde, no Estádio Minas Gerais, em partida válida pelo Grupo III da Taça Libertadores da América (…) O Cruzeiro esteve sempre em vantagem no marcador, perdeu algumas oportunidades de fazer mais gols, principalmente porque o juiz chileno Alberto Martinez deixou de marcar dois pênaltis”, dizia o texto.

A matéria completa sobre a vitória cruzeirense diante do Vasco teve registro das atuações, com Palhinha sendo eleito o destaque do jogo: “Melhor em campo, atacou e defendeu. No seu segundo gol, driblou toda a defesa do Vasco. Está em grande forma. No final salvou o Cruzeiro no lance do pênalti”, dizia o texto publicado na coluna “Atuações”.

Palhinha ainda foi motivo de um texto especial, já que venceu Andrada, o goleiro do Vasco que foi um dos melhores em campo de acordo com o Jornal do Brasil.

A partida de volta na primeira fase também não foi nada agradável para o Vasco. O resultado de 1 a 1 em São Januário, que recebia um excelente público, de acordo com a publicação carioca, eliminava o time cruzmaltino da competição.

“Vasco deixa escapar sua última chance na Taça” era o título da matéria do diário no dia 24 de março de 1975, dia posterior à partida. Os gols do duelo foram marcados por Luiz Carlos, a favor do Vasco, e Vanderlei para o Cruzeiro.

Reprodução/Jornal do Brasil 

cruzeiro, raposa, vasco


 


[ad_2]
Click aqui e acesse o artigo original
http://hojeemdia.com.br/esportes/ap%C3%B3s-43-anos-cruzeiro-reencontra-o-vasco-seu-primeiro-rival-brasileiro-na-libertadores-1.610351

Veja também...

Brasil continuará incomodando países concorrentes no agronegócio, diz ministra – Economia

[ad_1] A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, disse nesta segunda-feira, 11, em Não-me-Toque (RS), onde …

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.