quinta-feira, 5 dezembro 2019
Início / Conteúdo / Após 12 anos de folia, bloco Trema na Linguiça pode se despedir do Carnaval de BH neste sábado – Horizontes

Após 12 anos de folia, bloco Trema na Linguiça pode se despedir do Carnaval de BH neste sábado – Horizontes

[ad_1]

O tradicional bloco Trema na Linguiça, um dos precursores do Carnaval de rua em Belo Horizonte, pode ter saído pela última vez neste sábado (16) após 12 anos de história. O motivo, segundo o fundador do grupo, João Carlos Rocha, o Jacaré, é a mudança imposta no trajeto este ano, depois de mais de uma década saindo pelas avenidas do Contorno, Getúlio Vargas, Cristóvão Colombo e rua Major Lopes na região Centro-Sul da capital.

Desta vez, o cerco se fechou e o bloco ficou limitado a apenas algumas ruas do bairro Santo Antônio, uma imposição da prefeitura, segundo Jacaré. 

“A gente fazia um trajeto de duas horas pela cidade tocando samba e levando alegria aos foliões. Hoje este trajeto foi feito em meia hora. A Belotur passou a não permitir mais que os blocos fechem a Contorno. É uma pena, mas eu sinto que a nossa missão foi cumprida. Há 12 anos o nosso objetivo era fazer o Carnaval em BH quando ele ainda nem existia. Foram surgindo mais blocos com o passar do tempo e hoje já são quase 600”, explica.

Com concentração prevista para as 13h na rua Benvinda de Carvalho, no Santo Antônio, a chuva atrasou um pouco os trabalhos do bloco conhecido por abrir o Carnaval de BH. Ele sempre acontece dias antes da data oficial do Carnaval em um desfile único para aquecer os foliões.

“A chuva atrapalhou um pouco, mas não desanimou não. Felizmente, nós tivemos o apoio do clube Mackenzie que abrigou os foliões durante a chuva e deu para esperarmos tranquilos o tempo se abrir para sair”, conta uma das organizadoras, Sandra Michel.

Além da chuva, a mudança de trajeto também contribuiu para uma redução no público, segundo Jacaré. Em torno de 400 pessoas neste sábado, segundo Jacaré, este número é pelo menos 10 vezes menor do que a estimativa de público de outros carnavais.

“Imagine, um bloco que já arrastou uma média de 4 mil pessoas pela rua, agora tem que ficar preso dentro do bairro”, comenta. 

O fator financeiro também influi na possibilidade de o Trema, como é chamado afetivamente pelo fundador, parar de desfilar nos próximos anos. Sem apoio financeiro oficial, os custos são derivados de uma “ação entre amigos”, uma espécie de rateio entre organizadores e apoiadores.

“Está ficando mais caro. Mas eu sinto que a nossa parte a gente já fez na folia de BH”, diz Jacaré. 

Por outro lado, ele cita como pontos positivos nestes 12 anos de evolução do Carnaval da capital mineira a organização e a estrutura. 

Família

Uma roda de samba potencializada. Assim pode ser definida a essência do Trema na Linguiça, que embora conte com carro de som e os equipamentos necessários para se fazer uma folia profissional, se mantém fiel ao jeitinho mineiro de fazer samba, entre amigos, família e com muita risada. 

Se fundem ao Trema o grupo Bacharéis do Samba e a banda Bola Preta. O público, embora diversificado, tem um perfil mais “família”, como a do casal Alexandra e Antônio Borges, de 53 e 58 anos, que vêm pelo segundo ano consecutivo prestigiar o bloco. 

“Gostamos de Carnaval e preferimos blocos mais tranquilos, com boa música, mas sem muvuca demais. Por isso viemos aqui hoje e eu pude trazer até a minha mãe”, conta Alexandra, se referindo a Isolda Baldo, de 88 anos, que usa uma cadeira de rodas e também um colar de flores coloridas especialmente neste sábado para ornar com o Carnaval.

[ad_2]
Click aqui e acesse o artigo original
https://www.hojeemdia.com.br/horizontes/bloco-trema-na-lingui%C3%A7a-pode-se-despedir-do-carnaval-de-bh-neste-s%C3%A1bado-1.694502

Veja também...

Brasil continuará incomodando países concorrentes no agronegócio, diz ministra – Economia

[ad_1] A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, disse nesta segunda-feira, 11, em Não-me-Toque (RS), onde …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.