terça-feira, 22 outubro 2019
Início / Conteúdo / AO VIVO | Apoiadores de Bolsonaro convocam atos para este domingo | Brasil

AO VIVO | Apoiadores de Bolsonaro convocam atos para este domingo | Brasil

[ad_1]

Ricardo Della Coletta

Atualização: carreata de apoiadores de Bolsonaro que saiu da Esplanada dos Ministérios tem agora entre 600 e 1.000 carros, segundo PM do DF.

 

Ricardo Della Coletta

A segunda carreata pela candidatura de Bolsonaro saiu do final da Asa Sul e deve seguir até o final da Asa Norte. A PM do DF ainda não tem números sobre o volume de participantes, mas a fila de carros já ocupa toda a pista local (eixinho) da Asa Sul.

Ricardo Della Coletta

A PM do DF calcula que cerca de 300 carros e 1.000 pessoas participam da carreata pró-Bolsonaro que está na Esplanada dos Ministérios. 

Flávia Marreiro

Bom dia!

Depois da jornada de protestos liderada pelas mulheres #EleNão contra Jair Bolsonaro, neste domingo o EL PAÍS conta um pouco das mobilizações a favor do candidato convocadas pelo país. A convocatória é descentralizada. Acima, o que circula nos grupos de apoiadores. 

Rodolfo Borges

Em São Paulo, o ato vai se encaminhando para o fim. As organizadoras do protesto contra Jair Bolsonaro pedem que os manifestantes dispersem com calma e sem cair em provocaçoes, informa Fernanda Becker.

Rodolfo Borges

Os manifestantes que protestam contra Bolsonaro em São Paulo se concentram ao redor do MASP, na avenida Paulista, em registro de Regiane Oliveira.

Flávia Marreiro

O ato no Rio, na foto de Marcelo Sayao, da EFE.

Rodolfo Borges

A avenida Paulista no momento, em registro de Regiane Oliveira. Os manifestantes, que se reuniram no Largo da Batata, se dirigem para a região pela avenida Rebouças.

Rodolfo Borges

Uma das pistas da avenida Rebouças está tomada agora em São Paulo, informa Carla Jimenez. Há milhares de pessoas na manifestação.

Beatriz Jucá

A namorada do candidato a presidente Ciro Gomes (PDT), Giselle Bezerra, também participa do ato de mulheres contra Bolsonaro, em São Paulo. O presidenciável, que esteve internado na última semana no Hospital Sírio Libanês, não participa do evento #Elenão.

Rodolfo Borges

Ana Frozatti integra o grupo Judias contra Bolsonaro, informa Carla Jimenez. Segundo ela, há um grupo de 8.000 judeus que apoiam o movimento. “Somos progressistas e estamos contra qualquer nome que traga de volta o nazismo ou o fascismo. Perdemos muita gente na ditadura”, diz Frozatti, que está na manifestação do Largo da Batata, em São Paulo. O grupo que se reuniu no local começa a se deslocar para a avenida Paulista pela avenida Faria Lima.

Rodolfo Borges

O sábado de protestos contra Jair Bolsonaro também tem manifestações a favor do deputado do PSL. A mais destacada delas ocorre em Copacabana (foto), no Rio de Janeiro, mas circulam pelas redes sociais vídeos e fotos de grupos reunidos em outras cidades, inclusive com o posicionamento de mulheres em defesa do líder das pesquisas de intenção de voto. Manifestações a favor do capitão reformado do Exército, que deixou o hospital hoje e já chegou ao Rio de Janeiro, foram promovidas em cidades de Goiás, Minas Gerais, Piauí, Rio Grande do Sul, São Paulo e Tocantins, num total de 16 Estados, segundo levantamento do portal G1.

Os atos pró-Bolsonaro foram uma reação de seus apoiadores à mobilização #elenão, convocada por meio das redes sociais há semanas, mas eles não chegaram a contar com uma convocação do próprio candidato do PSL. Mobilizações maiores em favor do capitão reformado do Exército são esperadas para este domingo.

Em seu perfil no Twitter, o líder das pesquisas de intenção de voto ignorou as manifestações contra sua candidatura e prefeiriu destacar as mobilizações em seu apoio. Ele compartilhou mensagens com vídeos de atos em seu favor em lugares como Ji-Paraná (RO), Sete Lagoas (MG) e Manaus.

Ao publicar um vídeo com poucas pessoas no que parece um ato de campanha do governador Fernando Pimentel (PT), de Minas Gerais, Bolsonaro escreveu que “Este fiasco grande parte da mídia não mostra!”. “Tentam te convencer de todo jeito que o pai do kit-gay e pau mandado do corrupto preso tem crescido nas pesquisas”, disse, em referência a Fernando Haddad (PT).

(Foto: PILAR OLIVARES/REUTERS)

Érica Saboya

R. já vendeu mais de 50 camisetas em duas horas de manifestação. Ela pediu a uma costureira pra fazê-las e vir aqui pra vender. Está sempre atenta aos atos de rua. É diarista e complementa renda com estas vendas. Nao escolhe os atos politicamente, mas neste se sente mais confortável. “A mulher tem muito poder e temos de saber falar não. Não se sentir pequena”. Tenho três filhas e um filho homem. “Se ele pegar o Brasil vai nos levar para o buraco mais ainda. Já estamos sem emprego. Imagina… ele é um homem cheio de preconceitos. A direção do País com um homem assim…”

Por: Carla Jiménez

Érica Saboya

Ato no Largo da Batata, na zona oeste de São Paulo.

Foto: TOM C. AVENDAÑO

Heloísa Mendonça

No ato em São Paulo, vários candidatos aproveitam o evento para panfletar. Muitos adesivos distribuídos possuem nome de partidos.

Érica Saboya

Dona Maria Estela, 94, chegou aplaudida em ato contra Bolsonaro na praça do Derby, no Recife. “Eu não podia deixar de vir”, disse, emocionada.

Por: Marina Rossi

Érica Saboya

Grupo de amigos sexagenários se reuniu hoje para participar do ato contra Bolsonaro em São Paulo:“Consideramos importante não só lutar pelos nossos direitos, mas também pelas gerações mais jovens”

Por: Joana Oliveira

Heloísa Mendonça

“Tenho medo do que o país possa virar se Bolsonaro ganhar. Sempre vivi na democracia e tenho medo que aqui vire uma ditadura”, diz Júlia França, de 18 anos. Ela veio com a amiga Luíza e a mãe dela, a psicóloga Camila Alvim. “Quando tinha a idade delas eu estava nas ruas contra o Collor. Precisamos manifestar pelo que queremos. Não podemos perder a esperança”, diz .

Marina Rossi

No Recife, a concentração está sendo na praça do Derby. O ato deve sair em marcha por volta das 16h.

Heloísa Mendonça

Mariana Faria, de 20 anos, faz parte do coletivo Afronte e trouxe para o ato uma tinta vermelha. ” A ideia é pintar com o desenho de uma mão a boca das pessoas. Essa intervenção mostra o que Bolsonaro quer fazer com nossas ideias e direitos. Ele quer calar tudo isso”, disse .

Érica Saboya

#EleNão: Após tomar as redes, movimento liderado por mulheres contra Bolsonaro testa força nas ruas

Estudo do Labic, centro da Universidade Federal do Espírito Santo, revela que ataque de apoiadores de candidato do PSL à mobilização provocou adesão e multiplicação

Por: Fernanda Becker

Leia a reportagem completa

Foto: Protesto convocado pelo movimento #Noustoutes para denunciar a violência sexual contra as mulheres na Place de la République, em Paris. Crédito: ZAKARIA ABDELKAFI (AFP)

Heloísa Mendonça

Centenas de mulheres e homens já estão reunidos no Largo da Batata, onde está marcado para as 15h um ato contra o candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL)

Érica Saboya

Protesto convocado pelo movimento #Noustoutes para denunciar a violência sexual contra as mulheres na Place de la République, em Paris. Na imagem, uma mulher segura faixa com a frase “Não, não ele”, referindo-se à campanha #EleNao contra o candidato Jair Bolsonaro

FOTO: Zakaria Abdelkafi (AFP)

Érica Saboya

A colunista do EL PAÍS Eliane Brum escreveu sobre o movimento

Opinião | #EleNão. #NósSim

É com corpos que se recusam a ser determinados pelo ato de ser violentada ou pelo ato de violar que podemos criar um outro jeito de ser e de estar nesse mundo

Leia o texto completo: http://cort.as/-Agw8

 

Érica Saboya

Em São Paulo, o ato está marcado para as 15h, no Largo da Batata, região oeste da cidade. Na página do Facebook criada para divulgar o evento, 83 mil pessoas confirmaram presença

Érica Saboya

Boa tarde! Começamos agora a cobertura em tempo real dos atos contra o candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, que acontecem em diferentes cidades do país neste sábado, 29

[ad_2]
Click aqui e acesse o artigo original
https://brasil.elpais.com/brasil/2018/09/30/politica/1538312667_597094.html#?ref=rss&format=simple&link=link

Veja também...

Brasil continuará incomodando países concorrentes no agronegócio, diz ministra – Economia

[ad_1] A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, disse nesta segunda-feira, 11, em Não-me-Toque (RS), onde …

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.