terça-feira, 17 setembro 2019
Início / Conteúdo / Alunos do Instituto de Educação fazem caminhada em homenagem a jovem morto após agressão – Horizontes

Alunos do Instituto de Educação fazem caminhada em homenagem a jovem morto após agressão – Horizontes

[ad_1]

Luiz Felipe Siqueira de Souza, adolescente que morreu na terça-feira (20) em decorrência da agressão sofrida dentro do Instituto de Educação de Minas Gerais (IEMG), completaria 18 anos nesta sexta-feira (23). Para celebrar a memória do jovem, alunos e professores da escola em que ele estudava estão fazendo uma caminhada que saiu da porta do IEMG, no bairro Funcionários, na região Centro-Sul, e segue em direção à Praça da Assembleia, no bairro Santo Agostinho. Alunos  dos colégios Tiradentes, Pedro II e do Projeto Ecos também participam da ação. 

A caminhada provocou problemas no trânsito da região Central, entre as praças Raul Soares e da Assembleia, segundo a BHTrans:

 

O crime aconteceu no último dia 14, no pátio do tradicional colégio. Luiz Felipe jogava futebol com os colegas, quando houve um desentendimento entre os adolescentes. Imagens de câmeras de segurança mostram que a vítima foi agredida com socos e pontapés por um colega de 18 anos. O adolescente tentou fugir, mas caiu sobre uma escada e bateu a cabeça em um degrau. Segundo relatos, ao perceber a gravidade da situação, o agressor também teria tentado ajudar Luiz Felipe, mas os colegas o levaram para a sala dos professores. O suspeito foi preso preventivamente.

Luiz foi criado em Minas Novas e há cerca de três anos se mudou para São Paulo com o pai e o irmão mais novo. Ele foi trazido para Belo Horizonte por um tio, que conseguiu para o adolescente uma vaga no IEMG. O corpo do adolescente foi velado em Minas Novas e enterrado em Turmalina, no Vale do Jequitinhonha, onde sua mãe está enterrada. 

A reportagem ouviu a defesa do agressor, que afirmou que o jovem está assustado e arrependido por tudo o que aconteceu. Segundo William Vaz, defensor público responsável pelo caso, a defesa vai pedir que ele seja julgado por lesão corporal. “Ele não teve a intenção de matar o colega. Houve, sim, a agressão, mas ela não foi iniciada com esse intuito. A pena deve ser maior agora porque a lesão resultou em morte, mas a própria família dele defende que a justiça seja feita, mas da forma certa”, justificou.

Enviada pelo WhatsApp / N/A

caminhada alunos IEMG Luiz Felipe

A caminhada ocupou parte da avenida Olegário Maciel 

Leia mais:

Pai de jovem preso por agressão em escola de BH teria recebido ameaças de morte

Corpo de adolescente agredido no Instituto de Educação é enterrado no Vale do Jequitinhonha

Córneas do estudante que morreu após agressão no Instituto de Educação serão doadas

Morte de estudante em BH é um alerta para nível de violência em instituições de ensino

 

 



[ad_2]
Click aqui e acesse o artigo original
https://www.hojeemdia.com.br/horizontes/alunos-do-instituto-de-educa%C3%A7%C3%A3o-fazem-caminhada-em-homenagem-a-jovem-morto-ap%C3%B3s-agress%C3%A3o-1.673885

Veja também...

Brasil continuará incomodando países concorrentes no agronegócio, diz ministra – Economia

[ad_1] A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, disse nesta segunda-feira, 11, em Não-me-Toque (RS), onde …

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.