sábado, 23 novembro 2019
Início / Conteúdo / 2018, o ano que nos separou | Brasil

2018, o ano que nos separou | Brasil

[ad_1]

Em 2018, os pontos de fratura afloraram em múltiplos planos e trouxeram à tona velhas e novas crises no Brasil e no mundo, abrindo um novo ciclo carregado de incertezas. Foi um ano do aprofundamento da polarização política pelo mundo e do fortalecimento da extrema direita: um ano que mais separou que uniu as forças que mantém as democracias pelo mundo. Na última sexta-feira do ano, o EL PAÍS revisita os principais marcos dos últimos doze meses. Da vitória de Jair Bolsonaro à prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, do debate sobre a vulnerabilidade dos usuários do Facebook e de outras redes sociais à Copa do Mundo da Rússia, da morte de personalidades aos grandes momentos na cultura.

Guia também a restrospectiva o ranking das notícias que mais atraíram a atenção do leitor do EL PAÍS no Brasil. No ano que acaba na próxima segunda-feira, dos dez textos mais lidos, sete foram relacionadas diretamente às eleições ou à vitória do Bolsonaro, a maior parte coberturas em tempo real. A mais lida do ano foi o acompanhamento minuto a minuto do dia eleitoral, seguida da entrevista exclusiva com o com o ex-chefe do tráfico na Rocinha, Antônio Bomfim Lopes, o Nem. A cobertura da histórica greve dos caminhoneiros, que parou o Brasil em maio, ficou em terceiro. 

[ad_2]
Click aqui e acesse o artigo original
https://brasil.elpais.com/brasil/2018/12/27/politica/1545936772_541338.html#?ref=rss&format=simple&link=link

Veja também...

Brasil continuará incomodando países concorrentes no agronegócio, diz ministra – Economia

[ad_1] A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, disse nesta segunda-feira, 11, em Não-me-Toque (RS), onde …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.