sábado, 20 julho 2019
Início / Conteúdo / Vórtice polar: Meio Oeste dos EUA se prepara para frio extremo de até 40 graus abaixo de zero | Internacional

Vórtice polar: Meio Oeste dos EUA se prepara para frio extremo de até 40 graus abaixo de zero | Internacional

[ad_1]

Pelo menos dez Estados no Meio-Oeste dos EUA estavam nesta terça-feira em alerta pela aproximação de uma massa de ar do Ártico conhecida como vórtice polar, que deve reduzir as temperaturas bem abaixo de zero, chegando a -40 graus centígrados. Segundo o Serviço Meteorológico Nacional (NWS), o vórtice polar é uma “grande área de baixa pressão e ar frio que envolve os polos da Terra”.

Em algumas ocasiões, no inverno, o jato de ar polar se desacelera e se ondula. Como resultado, o vórtice se expande e o ar polar frio chega a latitudes mais baixas. A ameaça de frio extremo causou o fechamento de centenas de escolas e o cancelamento de mais de 1.600 voos. Entre esta quarta-feira e a próxima segunda-feira, mais de 83 milhões de norte-americanos –cerca de 25% da população– estarão sob temperaturas abaixo de zero.

“Estão previstas temperaturas perigosamente frias e, potencialmente, um recorde”, alerta o NWS, especificando que os termômetros podem marcar 30 e 40 graus Celsius abaixo de zero e estabelecer novos recordes das planícies do norte até os Grandes Lagos. Nesta quarta e na sexta-feira, por causa do vento a sensação térmica pode ser de até – 60 graus. No norte do Estado de Illinois, as temperaturas poderiam cair para -48 graus, o que o Serviço Nacional de Meteorologia classificou como de “risco de vida”. Chicago, a cidade do vento, deverá alcançar um novo recorde de temperaturas abaixo de zero, com -27 graus na manhã de quinta-feira. O vórtice polar está associado a ondas de frio extremo, como as ocorridas em janeiro de 2014, 1989 e 1985.

O Serviço Nacional de Meteorologia recomenda não viajar nestes dias e o Escritório de Emergência de Chicago incentiva os moradores a armazenar alimentos e preparar seus carros. O vento polar que sopra do Lago Michigan pode causar congelamento em menos de meia hora nas pessoas que permanecerem expostas. “Estamos falando de problemas de congelamento e hipotermia muito rápidos, uma questão de minutos, talvez segundos”, disse o meteorologista Brian Hurley, do Centro de Previsão Meteorológica.

O frio extremo ocorrerá logo após uma forte tempestade que na segunda-feira causou o fechamento de escolas e empresas. Os distritos escolares em Minnesota, Wisconsin e Michigan cancelaram as aulas enquanto as repartições públicas, universidades e empresas fechavam. As temperaturas abaixo de zero começaram nesta terça-feira, mas a previsão é que esta quarta-feira seja o pior dia.

O aquecimento global

Com mais de dez Estados sob alerta, o presidente Donald Trump aproveitou a noite de segunda-feira para fazer comentários irônicos sobre as mudanças súbitas de temperatura. “No lindo Meio-Oeste, as temperaturas da brisa do vento estão chegando a -60 graus Fahrenheit (-51 graus Celsius), o maior frio registrado. Nos próximos dias, a previsão é que vai esfriar ainda mais. As pessoas não podem ficar fora, mesmo por alguns minutos. O que diabos está acontecendo com o aquecimento global? Por favor, volte rápido, precisamos de você!” Não é a primeira vez que o inquilino da Casa Branca, um negacionista das mudanças climáticas, aproveita as ondas de frio que afetam seu país para fazer piadas sobre o assunto.

Chicago suspendeu as aulas matutinas por causa dos alertas antecipados de frio e fechou o zoológico de Brookfield pela quarta vez em seus 85 anos de história. Mais de mil voos foram cancelados em dois aeroportos de Chicago, a terceira maior cidade dos Estados Unidos. O Escritório de Emergência do 911 na cidade lembrou que os sinais de congelamento são formigamento, palpitações e dormência nos dedos das mãos e pés, orelhas e nariz. O prefeito de Chicago, Rahm Emanuel, relatou que as agências da cidade estão garantindo que os mendigos fiquem em abrigos. Ele também pediu que os moradores monitorarem seus vizinhos e tomem precauções de segurança. Em Wisconsin, onde foram registrados até 30 centímetros de neve acumulada, o governador Tony Evers declarou estado de emergência, liberando a Guarda Nacional do Estado para trabalhos de emergência, caso sua intervenção seja necessária. O mesmo aconteceu no Estado vizinho, Michigan.



[ad_2]
Click aqui e acesse o artigo original
https://brasil.elpais.com/brasil/2019/01/29/internacional/1548769384_372079.html#?ref=rss&format=simple&link=link

Veja também...

Brasil continuará incomodando países concorrentes no agronegócio, diz ministra – Economia

[ad_1] A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, disse nesta segunda-feira, 11, em Não-me-Toque (RS), onde …

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.