quarta-feira, 22 maio 2019
Início / Conteúdo / Vale admite possibilidade de vítimas e não explica causas – Horizontes

Vale admite possibilidade de vítimas e não explica causas – Horizontes

[ad_1]

A mineradora Vale do Rio Doce divulgou nova nota sobre o rompimento da barragem que aconteceu nesta sexta-feira (25) em Brumadinho. A empresa admitiu a possibilidade de vítimas no episódio. “Havia empregados na área administrativa, que foi atingida pelos rejeitos, indicando a possibilidade, ainda não confirmada, de vítimas”. Até o momento, nenhum órgão público confirmou mortes no local. 

Segundo o comunicado da mineradora, parte da comunidade da Vila Ferteco também foi atingida. O grupo não explicou ainda as causas do acidente. A nota confirmou que o Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil seguem no local realizando o resgate das pessoas. 

Mais cedo, a Vale havia divulgado outra nota. “As primeiras informações indicam que os rejeitos atingiram a área administrativa da companhia e parte da comunidade da Vila Ferteco. Ainda não há confirmação se há feridos no local. A Vale acionou o Corpo de Bombeiros e ativou o seu Plano de Atendimento a Emergências para Barragens”, informou a empresa.

Leia nota da Vale:

“A Vale informa que, no início desta tarde, ocorreu o rompimento da Barragem 1 da Mina Feijão, em Brumadinho (MG). A companhia lamenta profundamente o acidente e está empenhando todos os esforços no socorro e apoio aos atingidos.

Havia empregados na área administrativa, que foi atingida pelos rejeitos, indicando a possibilidade, ainda não confirmada, de vítimas. Parte da comunidade da Vila Ferteco também foi atingida.

O resgate e os atendimentos aos feridos estão sendo realizados no local pelo Corpo de Bombeiros e pela Defesa Civil. Ainda não há confirmação sobre a causa do acidente.

A prioridade máxima da empresa, neste momento, é apoiar nos resgates para ajudar a preservar e proteger a vida de empregados, próprios e terceiros, e das comunidades locais”.

Leia mais:

Rompimento de barragem: Ministro do Desenvolvimento Regional viaja a Minas por ordem de Bolsonaro

Mina Córrego do Feijão é parte de Paraopeba e possui 13 estruturas para rejeitos

Após rompimento de barragem, Copasa nega interrupção no abastecimento de água

MPMG envia equipe para avaliar danos após rompimento de barragem

Analistas da Vale buscam informações sobre impactos do acidente em Brumadinho

Moradores de cidades banhadas pelo Paraopeba são alertados após rompimento de barragem

[ad_2]
Click aqui e acesse o artigo original
https://www.hojeemdia.com.br/horizontes/vale-admite-possibilidade-de-v%C3%ADtimas-e-n%C3%A3o-explica-causas-1.688814

Veja também...

Brasil continuará incomodando países concorrentes no agronegócio, diz ministra – Economia

[ad_1] A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, disse nesta segunda-feira, 11, em Não-me-Toque (RS), onde …

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.