sábado, 20 julho 2019
Início / Capa / Sem pagamento, médicos paralisam atendimento na rede municipal de Sete Lagoas

Sem pagamento, médicos paralisam atendimento na rede municipal de Sete Lagoas

Sem pagamento, médicos paralisam atendimento na rede municipal de Sete Lagoas

Médicos da rede municipal de Sete Lagoas, na região Central de Minas, paralisam as atividades por 24h nesta quarta-feira. É mantido apenas atendimentos de urgência e emergência. Eles reivindicam o pagamento da parte que falta do salário de novembro, todo o vencimento de dezembro e o 13º, além de mais transparência da administração municipal em relação às medidas de contenção de despesas com a saúde.

O diretor do Sindicato dos Médicos de Minas Gerais (Sinmed-MG), Jacó Lampert, diz que o objetivo do protesto é entrar em negociação com a prefeitura. “Não dá para nós, médicos, ficarmos na labuta diária sem qualquer expectativa do que receber.”

Em ofícios enviados à prefeitura, o Sinmed-MG solicitou, até o dia 23, um cronograma dos pagamentos. Uma nova reunião da categoria com os gestores municipais está programada para o dia 25. Caso não haja acordo, os médicos pretendem cruzar nos braços, novamente, no dia 30 de janeiro.

Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde de Sete Lagoas afirma que, atualmente, o Governo de Minas deve ao município mais de R$ 119 milhões, sendo que, desses, R$ 78 milhões são da saúde. Conforme a pasta, desde 2016 os recursos da área não são transferidos pelo estado, e a situação teria se agravado devido aos atrasos de repasses de ICMS, IPVA, Fundeb e outros desde outubro de 2017, o que inviabiliza o pagamento do funcionalismo em dia.

Com informações da Itatiaia.

Veja também...

Médico japonês de 105 anos revelou 12 conselhos para viver bem: vale a pena conferir

Médico japonês de 105 anos revelou 12 conselhos para viver bem: vale a pena conferir …

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.