quinta-feira, 14 novembro 2019
Início / Conteúdo / Prisões por tráfico de drogas subiram 14% em Minas; taxa de homicídios cai 22%, diz PM – Horizontes

Prisões por tráfico de drogas subiram 14% em Minas; taxa de homicídios cai 22%, diz PM – Horizontes

[ad_1]

A Polícia Militar de Minas Gerais anunciou na manhã desta sexta-feira (14) as estatísticas de criminalidade no Estado neste ano, em evento na sede da Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg). De acordo com a corporação, as prisões por tráfico de drogas subiram 14,37% em Minas no período entre 2010 e 2018. Os números saltaram de 19.695 registros em 2010, para 31.740 boletins de venda de entorpecentes neste ano. 

Em relação ao número de prisões e apreensões, a PM registrou queda de 1,43%, se comparado com o ano passado. Em 2017 foram 312.024 procedimentos de detenção realizados, contra 307.566 neste ano. Já as taxas de homicídio tiveram redução de 22,81%, em comparação com o ano passado. Foram 3.678 assassinatos registrados em 2017, contra 2.639 neste ano. 

De acordo com o comandante-geral da PM, coronel Helbert Figueiró, as estatísticas foram positivas e apontam para uma necessidade de continuidade no modo de atuação da corporação no Estado. Conforme o coronel, uma medida que contribuiu para evolução nos índices foi a realocação de militares que trabalham no departamento administrativo, para compor o efetivo de policiais que atuam nas ruas. 

Outro aspecto favorável foi a expansão do serviço de bases comunitárias da Polícia Militar. Atualmente, segundo Helbert, são 447 equipamentos no estado, sendo 172 em Belo Horizonte. A expectativa  para o próximo ano é que o número aumente ainda mais em todo o estado, com a implantação das bases comunitárias em mais cidades do interior de Minas.

 O serviço está disponível no momento, além da capital, em Betim, Contagem, Ibirité, Ribeirão das Neves, Esmeraldas, Nova Lima, Vespasiano, Juiz de Fora, Uberaba, Governador Valadares, Uberlândia e Montes Claros.

Em tom de despedida, já que outro militar será nomeado para a chefia da PM pelo governador eleito Romeu Zema (Novo), Figueiró ainda anunciou que o Estado está em fase final de ajustes para aprimorar o combate aos criminosos que atuam em ataques a banco no interior de Minas. 

“É uma prática que nos atormentava. Estamos em fase final de compra de 40 veículos blindados para atuar em pontos estratégicos para dar a resposta imediata, com enfrentamento, a esses criminosos, para combater essa prática”, disse o militar. 

Segundo a PM, os ataques a instituições financeiras tiveram queda de 48,92% neste ano em Minas Gerais. De janeiro e dezembro de 2018, foram registradas 95 ocorrências, contra 186 no ano passado. 

Crimes violentos

No balanço apresentado, a corporação ainda informou que os crimes violentos – uma compilação de estatísticas de homicídio, estupro, extorsão mediante sequestro e roubo – também registrou queda em Minas Gerais neste ano. A redução foi de 39,08%, em comparação com o ano passado. 

Aplicativos

Durante a apresentação, o comandante-geral da PM ainda anunciou que aplicativos para aprimorar o trabalho dos militares estão em desenvolvimento. 

[ad_2]
Click aqui e acesse o artigo original
https://www.hojeemdia.com.br/horizontes/pris%C3%B5es-por-tr%C3%A1fico-de-drogas-subiram-14-em-minas-taxa-de-homic%C3%ADdios-cai-22-diz-pm-1.679266

Veja também...

Brasil continuará incomodando países concorrentes no agronegócio, diz ministra – Economia

[ad_1] A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, disse nesta segunda-feira, 11, em Não-me-Toque (RS), onde …

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.