domingo, 17 fevereiro 2019
Início / Conteúdo / Por roubar celulares e atrair polícia, jovem é torturado e tem dedos decepados no interior de Minas – Horizontes

Por roubar celulares e atrair polícia, jovem é torturado e tem dedos decepados no interior de Minas – Horizontes

Como punição por roubar celulares em bairros da região onde a facção Bonde do Manoel Maia (BNM) comanda o tráfico de drogas, um jovem de 19 anos foi torturado por cerca de uma hora e teve três dedos da mão esquerda decepados por membros do bando na madrugada desta terça-feira (12) em Coronel Fabriciano, na região do Vale do Aço. Quatro adolescentes foram apreendidos pelo crime após a vítima dar entrada em um hospital da cidade e a Polícia Militar (PM) ser acionada pelos médicos contra a vontade do rapaz agredido, que temia por sua vida. 

O registro da corporação indica que eles foram chamados ao Hospital Dr. José Maria Morais por volta de 1h. Quando os militares chegaram à unidade de saúde o jovem torturado já estava com a mão enfaixada, após ser submetido a uma cirurgia de amputação dos dedos indicador, médio e anelar. Mesmo com medo das ameaças de morte, ele acabou contando aos policiais que saiu para comprar cigarro e, no caminho, percebeu a aproximação de seis suspeitos em bicicletas, que disseram em tom ameaçador que “os meninos estão querendo ‘desembolar’ com você”. 

Depois da ameaça, o rapaz foi escoltado pelos suspeitos até a casa de um deles, na rua Coríntios, no bairro Judith Bhering. No local ele foi informado de que estaria “fazendo certas coisas no bairro” e que seria cobrado por isso. Após minutos de agressões físicas e ameaças com diversas pistolas, os adolescentes fizeram uma ligação telefônica para um dos líderes da BNM, que se encontra preso, e que teria ordenado que a mão dele fosse cortada. Foi então que, sob a mira de pistolas, um dos suspeitos, de 15 anos, pegou um facão e cortou os dedos do rapaz. 

Ainda no hospital, a vítima passou o endereço da casa onde foi torturado e avisou que o local estaria cheio de sangue e que, possivelmente, os seus dedos cortados também seriam localizados na residência. A namorada do jovem torturado contou ainda que, mesmo depois de libertarem o seu companheiro, os suspeitos chegaram a ir até a casa dele para ameaçá-lo de morte caso a polícia fosse acionada. 

Após levantamentos feitos pelo serviço de inteligência, foi constatado que os locais dos fatos realmente pertencem à área de comando da facção criminosa, que englobaria os bairros: Manoel Maia, Frederico Ozanan, Judith Bhering, Caladão, Jardim primavera, Contente e São Cristóvão. A quadrilha é chefiada por três irmãos e, além de comandar o tráfico de drogas, seria responsável por vários homicídios na região.

Os levantamentos da PM apontaram ainda que a vítima estaria praticando furtos de celulares nestes bairros e que isso estaria atrapalhando o tráfico de drogas, devido ao aumento na presença de viaturas policiais na região, e, por isso, o líder da quadrilha teria ordenado a tortura e ataques ao jovem. 

Operação

Diante das informações levantadas durante a madrugada, o 58º Batalhão da PM realizou uma operação policial nos bairros citados. Quando as viaturas se aproximaram do local onde as torturas aconteceram, os suspeitos notaram a chegada e tentaram fugir pelos fundos, pulando em um córrego. 

Após passarem por cercas de arame farpados, muros, telhados e o córrego em questão, quatro adolescentes de 14, 15, 16 e 17 anos acabaram apreendidos. Ainda de acordo com a PM, durante a fuga os menores acabaram sofrendo alguns ferimentos pelo corpo, mas se negaram a receber atendimento médico. 

Na casa indicada pela vítima, os militares localizaram uma cozinha toda suja de sangue e, também, um caixote de madeira que teria sido utilizado para decepar os dedos. Em um dos quartos da residência foram achadas ainda várias munições de calibre 9 mm, restrito às forças armadas e, em um lote vago do outro lado da rua, foram apreendidas buchas grandes de maconha e um revólver.

PMMG / Divulgação / N/A

operação lafaieteCinco quilos de maconha foram achados enterrados em um lote vago pelos cães farejadores da PM

Desdobramentos desta operação apreenderam ainda outro adolescente, que não teve idade divulgada, e, com o apoio de cães farejadores, apreenderam ainda cinco barras de maconha que estavam enterradas em um lote vago. Após pesadas, as barras totalizaram cinco quilos da droga. Os cinco adolescentes foram apreendidos em flagrante e conduzidos para a Delegacia da cidade.

Leia mais: 

PF prende 28 suspeitos de ligações com facções criminosas em Minas e outros seis estados

Sob influência de Beira-Mar, PCC planejava ataques no modelo das Farc

Adolescentes são agredidas e torturadas por traficantes da Vila Pinho

 


Click aqui e acesse o artigo original
https://www.hojeemdia.com.br/horizontes/por-roubar-celulares-e-atrair-pol%C3%ADcia-jovem-%C3%A9-torturado-e-tem-dedos-decepados-no-interior-de-minas-1.693437

Veja também...

Após tumulto, torcedores entram no Maracanã para ver Vasco e Fluminense – Esportes

A Polícia Militar do Rio de Janeiro informou que a abertura dos portões do Estádio …

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: