segunda-feira, 22 abril 2019
Início / Conteúdo / Fortes chuvas causam mortes em São Paulo e deixam 27 pontos de alagamento

Fortes chuvas causam mortes em São Paulo e deixam 27 pontos de alagamento

[ad_1]

As fortes chuvas que atingiram a cidade de São Paulo e o Grande ABC na noite de domingo e na madrugada desta segunda-feira (11) causaram diversos transtornos. Neste momento, segundo o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), há 27 pontos de alagamento na cidade de SP, sendo 15 transitáveis e 12 intrasitáveis. A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) suspendeu o rodízio em toda a capital em razão do temporal.

Apesar dos congestionamentos, a tempestade perdeu força e não há mais registro de precipitações, de acordo com o CGE. Na região do Grande ABC, o rio Tamanduateí e seus afluentes ainda estão com as cotas muito elevadas ou extravasadas, o que ainda mantém regiões em estado de alerta por precaução.

A SPTrans informou que a operação dos ônibus está prejudicada em razão das fortes chuvas. O Expresso Tiradentes teve sua operação paralisada. Os ônibus de oito linhas não estão circulando pela Marginal Tietê, abaixo da Ponte das Bandeiras, e fazem desvios pela rua Voluntários da Pátria, rua Santa Eulália e avenida Santos Dummont.

Outro ponto intransitável é o trecho entre as avenidas Paes de Barros e Luiz Ignacio de Anhaia Mello, por onde passam coletivos de 13 linhas. Alguns ônibus estão ilhados na avenida do Estado e na região de Vila Prudente. A avenida Sumaré está interditada no sentido Turiassu por causa de queda de árvore

A Linha 10-Turquesa da CPTM está paralisada em razão de alagamentos. Neste momento, a cidade de São Paulo registra mais de 100 km de congestionamento. A região mais prejudicada é a zona leste, com 35 km de lentidão, seguida pela zona oeste, com 32 km de congestionamento.

Durante a madrugada, foi emitido um estado de alerta para a Marginal Tietê em razão da possibilidade de transbordamento do Rio Tietê na Ponte do Piqueri e na Ponte Dutra.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o desabamento de uma casa em Ribeirão Pires, no Grande ABC Paulista, deixou duas pessoas soterradas, duas mortas e uma ferida, que foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) na noite de domingo.

Quatro viaturas foram encaminhadas ao local do desabamento, registrado às 23h43 na Rua Caiçara, número 100. Na cidade vizinha Mauá, outro desabamento deixou quatro mortos, todos crianças.

Em São Paulo, no Parque São Rafael, divisa com o Grande ABC Paulista, um deslizamento de terra deixou uma mãe e duas crianças feridas. Uma das menores está em estado grave e recebeu atendimento em um PS em Sapopemba, de acordo com o Corpo de Bombeiros.

Por volta das 3h, a Ecovias informou que o nível da água começou a baixar e que parte dos trechos da rodovia Anchieta, em São Bernardo do Campo, poderia ser liberada para a passagem dos veículos que ficaram represados por conta das chuvas.

A Sabesp, o Departamento de Águas e Energia Elétrica (DAEE) e a Defesa Civil emitiram um comunicado informando que a represa Jundiaí no município de Mogi das Cruzes está em estado de alerta. Se as chuvas na região continuarem, há previsão de que em 12 horas a Bacia do Jundiaí atinja a cota máxima e ocorra alagamento.

Tamoios interditada. A Rodovia dos Tamoios (SP-99), principal ligação com o litoral norte de São Paulo, está interditada desde a madrugada desta segunda-feira, 11, devido ao risco de novas quedas de barreiras. Conforme a concessionária, por volta de 1h30, foram registrados dois pontos de deslizamentos de encostas no quilômetros 73 e 79, em consequência das chuvas. As equipes realizam a limpeza dos locais e o monitoramento das encostas, mas não há previsão de reabertura da estrada.

Conforme a concessionária, os pluviômetros apontaram acúmulo maior do que 100 mm de chuva nas últimas 72, ultrapassando as condições do protocolo de segurança da estrada. A rodovia está bloqueada do km 58 ao km 81, incluindo todo o trecho de serra. Enquanto o trecho estiver interditado, os usuários terão como opção as rodovias Paulo Rolim Loureiro – a Mogi-Bertioga (SP-125), e a rodovia Oswaldo Cruz (SP-088), que liga Taubaté a Ubatuba.

Rio-Santos – A rodovia Dr. Manoel Hyppolito Rego, a Rio-Santos (SP55) tinha três pontos de interdição na manhã desta segunda-feira devido a alagamentos. Os bloqueios, no km 93, 94 e 95, entre Ubatuba e Caraguatatuba, não tinham previsão de serem suspensos. A Polícia Rodoviária Estadual orienta o trânsito nos trechos.

[ad_2]
Click aqui e acesse o artigo original
https://www.otempo.com.br/capa/brasil/fortes-chuvas-causam-mortes-em-s%C3%A3o-paulo-e-deixam-27-pontos-de-alagamento-1.2147813

Veja também...

Brasil continuará incomodando países concorrentes no agronegócio, diz ministra – Economia

[ad_1] A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, disse nesta segunda-feira, 11, em Não-me-Toque (RS), onde …

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.