sexta-feira, 15 fevereiro 2019
Início / Conteúdo / Fake: vídeo que mostra desmoronamento não é na Pedra do Caladão em Minas – Cidades

Fake: vídeo que mostra desmoronamento não é na Pedra do Caladão em Minas – Cidades

Um vídeo que mostra uma rocha gigantesca desmoronando tem circulado pelo WhatsApp como se fosse a Pedra do Caladão, conhecida como “Pedra da Boca”, entre as cidades de Teófilo Otoni, Nanuque e Coronel Fabriciano, no Vale do Mucuri. No entanto, a pedra em questão não é a que fica entre as cidades mineiras. 

Confira o vídeo:


De acordo com a prefeitura da cidade de Nanuque, o vídeo flagrou uma pedra se desprendendo de uma montanha na cidade de Guaratinga, no Sul da Bahia. As imagens, aparentemente gravadas por moradores da região, impressionam. A pedra na Bahia é realmente parecida com a Pedra do Caladão, que fica na MG-418.

Um agente público de Guaratinga também confirmou que o vídeo se trata da pedra na Bahia. Segundo informações de sites de notícias, o desabamento aconteceu na última segunda-feira (4), quase uma semana depois de um tremor de terra ser registrado na cidade.

Segundo o Centro de Sismologia da Universidade de São Paulo (USP), o tremor teve magnitude de 2.5 mR. Entretando, ainda não há informações se o tremor teria causado o desmoronamento. Ninguém ficou ferido.

Enviada via WhatsApp

Pedra do Caladão

Pedra do Caladão, inicialmente divulgada como local da ocorrência, permanece intacta


Leia mais:

Após viralizar com receita de slime, idoso sofre com fake news e pode abandonar YouTube

‘Fake news’: ao menos 30% das notícias mais divulgadas de Brumadinho eram falsas

Fake News: Inmet desmente onda de calor em fevereiro


Click aqui e acesse o artigo original
https://www.hojeemdia.com.br/horizontes/cidades/fake-v%C3%ADdeo-que-mostra-desmoronamento-n%C3%A3o-%C3%A9-na-pedra-do-calad%C3%A3o-em-minas-1.692540

Veja também...

Por medo de rompimento, prefeitura cancela aulas em escolas próximas a barragem em Congonhas – Cidades

O temor pelo rompimento da barragem de Casa de Pedra, em Congonhas, na região Central …

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: