terça-feira, 25 junho 2019
Início / Conteúdo / Corpos de mineiro e capixaba mortos em escalada não devem ser resgatados – Primeiro Plano

Corpos de mineiro e capixaba mortos em escalada não devem ser resgatados – Primeiro Plano

[ad_1]

Apenas roupas, documentos e equipamentos dos escaladores mortos no Monte Fitz Roy, na Argentina, devem ser entregues às famílias. Isso porque os corpos do mineiro Leandro Iannotta e do capixaba Fabrício Amaral foram encontrados em um local de difícil acesso e resgate. A informação foi repassada ao G1 por um familiar. 

Os restos mortais da dupla foram encontrados no último dia 3 de fevereiro. Escaladores experientes, eles iniciaram o trajeto, considerado perigoso, em 16 de janeiro. O retorno estava previsto para o dia 20, mas uma frente fria atingiu o local no dia 19 de janeiro. 

O mineiro de BH era guia de escalada na Cachoeira do Tabuleiro, no município da região Central de Minas, desde 2013. Ele chegou a apresentar o local para escaladores do Brasil e de países como o Chile, Suíça, Suécia, Espanha, Estados Unidos e Inglaterra. 

Leia mais:

Termina busca por escaladores brasileiros desaparecidos na Patagônia

[ad_2]
Click aqui e acesse o artigo original
https://www.hojeemdia.com.br/primeiro-plano/corpos-de-mineiro-e-capixaba-mortos-em-escalada-n%C3%A3o-devem-ser-resgatados-1.694670

Veja também...

Brasil continuará incomodando países concorrentes no agronegócio, diz ministra – Economia

[ad_1] A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, disse nesta segunda-feira, 11, em Não-me-Toque (RS), onde …

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.