sexta-feira, 19 julho 2019
Início / Conteúdo / Comitê quer discutir proposta para a Vilarinho – Horizontes

Comitê quer discutir proposta para a Vilarinho – Horizontes

[ad_1]

Órgãos de defesa do meio ambiente querem que a solução apresentada pela Prefeitura de BH para o fim das enchentes na avenida Vilarinho, em Venda Nova, seja discutida com a população. Segundo o Subcomitê da Bacia Hidrográfica do Ribeirão do Onça e o Instituto Guaicuy SOS Rio das Velhas, o volume de água que sairá da região vai impactar o bairro Ribeiro de Abreu, na região Nordeste da capital, onde já há inundações.

As entidades pediram ontem que o projeto, elaborado voluntariamente por uma empresa de engenharia, não seja licitado. “Existem outras soluções possíveis, temos que discutir”, diz Marcus Vinícius Polignano, presidente do subcomitê. O valor estimado para as obras, de R$ 300 milhões, também foi criticado.

Um estudo sobre a região feito pelos ambientalistas mostra que as enchentes na avenida são provocadas pelo fluxo d’água dos córregos que deságuam no Vilarinho. Diante disso, a sugestão inicial é a correta manutenção de alguns deles, como Lagoinha, Pereira e Nado. 

“Que se faça a avaliação de todos. Eles estão abandonados, viraram depósito de lixo e esgoto e não conseguem cumprir as próprias funções”, afirma Polignano, que é professor da Faculdade de Medicina da UFMG e também preside o Projeto Manuelzão.

Para impedir que um edital com as intervenções seja lançado, o subcomitê informou ter procurado a prefeitura, mas não teria obtido retorno. O próximo passo, segundo Marcus Vinícius Polignano, é levar o assunto para discussão na Câmara Municipal. 

Líder comunitário e à frente do movimento “Eu Vilarinho”, Ricardo Andrade diz que a população do entorno da avenida está insatisfeita com a proposta para acabar com a inundação. “Estamos preocupados com a possível transferência de problema. Mas temos consciência que as pessoas devem colaborar, evitando a deposição de lixo nos leitos”.

Previstas para começar em julho, as obras preveem a construção de dois túneis para desviar a água em excesso do córrego Vilarinho para o Floresta, na nascente do bairro Serra Verde, e ribeirão Isidoro, no Mantiqueira

Estudos

Procurada, a PBH informou que “para a concepção da solução da obra na Vilarinho foram elaborados estudos hidrológicos e hidráulicos que contemplam as bacias do Nado, Vilarinho e Isidoro, balizando assim o projeto proposto”. 

A administração municipal esclareceu que um edital para contratar estudos ambientais para o licenciamento da obra está em andamento. O Executivo informou que irá realizar uma audiência pública.

A proposta para a Vilarinho foi apresentada em 19 de dezembro de 2018, pouco mais de um mês após quatro pessoas morrerem na via durante um temporal na noite de 15 de novembro.

 

 

[ad_2]
Click aqui e acesse o artigo original
https://www.hojeemdia.com.br/horizontes/comit%C3%AA-quer-discutir-proposta-para-a-vilarinho-1.693223

Veja também...

Brasil continuará incomodando países concorrentes no agronegócio, diz ministra – Economia

[ad_1] A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, disse nesta segunda-feira, 11, em Não-me-Toque (RS), onde …

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.