quinta-feira, 2 abril 2020
Início / Capa / Anastasia e Pimentel – Velha Política vem com tudo nas eleições em Minas Gerais

Anastasia e Pimentel – Velha Política vem com tudo nas eleições em Minas Gerais

Anastasia e Pimentel – Velha Política vem com tudo nas eleições em Minas Gerais

A campanha eleitoral para o governo de Minas Gerais deve ser marcada pela polarização entre os candidatos do PT e do PSDB. Oficialmente, o discurso é de que o foco dos dois partidos será em propostas, mas, nos bastidores, a história é outra: vai ter artilharia pesada. Enquanto que, do lado tucano, a ideia é explorar os problemas econômicos da gestão do governador Fernando Pimentel, os petistas planejam atrelar o nome do senador Antonio Anastasia ao do também senador Aécio Neves. Antes líder máximo da legenda, hoje ele é réu por corrupção.

A reportagem apurou que o PT vai fazer jingles com falas de delatores, como do empresário Joesley Batista, que acusam Aécio de receber propina. Petistas entendem que o senador é a “sepultura” de Anastasia e, por isso, querem mostrar que ele é a “cópia perfeita” de Aécio. Ainda no ramo da delação, a equipe de Pimentel vai utilizar material que mostra que o pré-candidato apareceu na lista de propina da Odebrecht com o codinome de “Dengo”.

O fato de Anastasia ter sido relator do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) no Senado vai ser outra “arma”, assim como o argumento de que ele deixou um rombo de R$ 7 bilhões no Estado ao fim de sua gestão. O líder de governo na Assembleia, Durval Ângelo (PT), no entanto, diz que a estratégia é fazer uma campanha de alto nível e apontando “o que de bom o governador fez com as dificuldades”.

“A gente tem que fazer uma campanha de propostas, mas não sendo hipócritas. Vamos deixar claro a herança maldita do PSDB nos 16 anos em que governou Minas. Tanto que um dos governadores (Eduardo Azeredo) está preso. Agora, bater no Anastasia por ser cria do Aécio, isso não precisa, todo mundo sabe”, disparou.

Estratégia. No ninho tucano, membros da equipe de Anastasia dizem que estão tranquilos com a questão de Aécio e que vão deixar claro o histórico de bom gestor do pré-candidato. “Se quiserem explorar isso, eles têm direito. Mas eles sabem e não deixaremos de lembrar que a história do Anastasia é muito maior que isso”, contou a fonte.

Na última semana, o tucano declarou que, quando decidiu se candidatar, estava se expondo a ataques e baixarias, mas que ele iria manter o nível. Contudo, nos bastidores, é falado que vai ter artilharia ao petista por ele ser réu em casos de corrupção. “Mas isso não virá da parte do Anastasia, virá por outros meios”, explicou.

Ainda é dito que o mote do senador vai ser falar do futuro e propor soluções para “arrumar a situação econômica caótica de Minas”, em que há escalonamento do salário do funcionalismo e atraso de repasses para as prefeituras. “A campanha dele vai ser muito mais propositiva. Vão ter críticas ao governo, mas jamais de ordem pessoal. E, se quiserem polarizar, melhor para nós. Não tem comparação entre os governos”, afirmou a fonte.

Com informações do O Tempo.

Veja também...

Clima de deserto; calor em Minas Gerais bate recorde

O tempo seco bate recorde em Belo Horizonte, o clima de deserto domina regiões do estado e o fantasma …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.